• Postado por Tiago

Apesar do grande número de participantes, nenhuma confusão rolou no cortejo

Pelo menos cinco mil veículos participaram da famosa procissão de São Cristóvão, que rolou em Itajaí. Carangos, motocas e brutus foram abençoadas pelo pároco Davi Antônio Coelho, 58 anos, antes de sair para o cortejo que circulou pelas principais ruas do bairro Cordeiros.

O trajeto foi de 9,5 quilômetros e 35 guardinhas do Codetran acompanharam os motoras, juntamente com 40 policiais militares. A procissão durou duas horas, iniciando e terminando na rua Odílio Garcia. Foram percorridas as avenidas Augustinho Alves Ramos, Mário Uriarte, a rua Francisco Reis, avenida Reinaldo Schmithausen, avenida Presidente Castelo Branco, avenida Nereu Ramos, rua José Luiz Marcelino e rua Eugênio Pezzini.

O chefão da Codetran, José Alvercino Ferreira, disse ao DIARINHO que a procissão foi exemplar graças à contribuição da mídia, da comunidade e à estrutura montada em torno do evento. “Foi excelente. Não teve algazarra, buzinaço. Superou nossas expectativas”, disse o abobrão.

Cinco motocas foram apreendidas antes do início da procissão. O chefe da Codetran conta que recebeu a informação de que alguns baderneiros poderiam tirar o escapamento das cabritas para fazer uma barulheira durante o evento. Por isso, 15 agentes de trânsito e 15 policiais militares foram mobilizados e pegaram dois arruaceiros na ponte do São Vicente e mais três na entrada da rua Odílio Garcia.

Além dessas ocorrências, foram registradas 10 infrações, como estacionamento em local proibido, desobediência de sinalização e trânsito na contramão.

  •  

Deixe uma Resposta