• Postado por Tiago

Este ano a organização recebeu 116 obras e selecionou 62 filmes vindos de 12 estados brasileiros para concorrer ao troféu Catarininha e ao prêmio de R$ 1.000. Um júri mirim é que vai escolher o vencedor. 

As produções foram selecionadas por uma curadoria que avaliou a qualidade das obras e o conteúdo apropriado ao público-alvo da Mostra, crianças entre seis e 10 anos de idade e também adolescentes.

Deu pra ver que predominam curtas de ficção e de animação. São Paulo conta com 13 filmes na Mostra, mesmo número de obras selecionadas do Rio de Janeiro. Em seguida, vem Brasília com 10 filmes, o que confirma o Distrito Federal como terceiro polo produtor de cinema no Brasil. O Rio Grande do Sul tem oito filmes escolhidos e o Paraná, cinco. De Santa Catarina foram selecionados dois títulos. Na Mostra Competitiva há também obras de outros estados, como Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Pernambuco, Goiás e Amazônia.

A Mostra, que ocorria há sete anos na sala de cinema do Centro Integrado de Cultura, com capacidade para 190 espectadores, será realizada de 26 de junho a 12 de julho no Teatro Pedro Ivo Campos, um espaço recém-inaugurado e com capacidade para 700 pessoas. Durante os finais de semana, haverá uma tenda com café montada no jardim do teatro, espaço também para apresentações artísticas. No hall e entrada, será montada uma sala de leitura da Biblioteca Barca dos Livros.

A Mostra agrega um público de 25 mil pessoas, formado principalmente por crianças e adolescentes. De segunda a sexta, as sessões são gratuitas e dirigidas para estudantes da Grande Florianópolis, e aos sábados e domingos são abertas ao público, com ingressos a R$ 2.

  •  

Deixe uma Resposta