• Postado por Tiago

A editora Zastras tá lançando no mercado clássicos infantis repaginados para os anos 2000. Entre os títulos que estão de ‘roupa nova’ estão “Chapeuzinho Vermelho”, “Rapunzel” e “Cinderela”. As historinhas dos lendários Irmãos Grimm foram adaptadas pela escritora inglesa Lynn Roberts, que vive na terra dos Beatles, Liverpool, na Inglaterra, junto com os gatos do irmão David, que ilustrou os livros.

Na nova versão, Rapunzel, a bela dos cabelos de aço (afinal, segurava o príncipe subindo em sua trança) vivia na década de 70, quando ser cabeludo estava na crista da onda hippie. Rapunzel mora no alto de um edifício decadente, onde o elevador nunca funciona. Sua gorda e malvada tia a mantém prisioneira, usando sua trança para não ter de subir e descer pelas escadas. Rapunzel passa os dias ouvindo seus LPs, até que um dia, aparece um lindo roqueiro…

Para contar a saga de Cinderela, Lynn deslocou a personagem para os anos 20, em estilo art déco. Começa com o pai da borralheira indo à cidade para uma reunião de negócios, e, na volta, aparece com uma nova esposa, que já tem duas filhas horrorosas e más.

Já em “Chapeuzinho Vermelho”, a autora foi ainda mais ousada: trocou o sexo da protagonista. O menino Chapeuzinho Vermelho, que se chama Tomas, não sabe porque ganhou o apelido. A autora ambientou a história no século 18, uma época em que se usavam grandes perucas e vestidos acetinados. O mobiliário e o vestuário são europeus e norte-americanos, pois a família de Chapeuzinho Vermelho teria sido de pioneiros ingleses na América. Os livrinhos custam R$ 39.

  •  

Deixe uma Resposta