• Postado por Tiago

VIVA A TORCIDA!

Nesses 40 anos de atividade como colaborador de jornais, poucas vezes tenho abordado assuntos esportivos, talvez algumas dezenas de artigos enaltecendo atletas ou narrando fatos históricos referentes ao futebol, especialmente.

Agora que começa o Campeonato Brasileiro de 2009, a expectativa é grande para ver quem cai ou quem sobe na classificação etc. Uma coisa é certa: quem ‘joga’ melhor é a torcida. Qual é a vantagem do jogo com portões fechados? O placar? Os pontos? Claro que a renda não é. Se o time sofre castigo, a punição não seria por aí. Teria que haver outro meio para não decepcionar a torcida.

Como torcedor o que me deixa intrigado é essa cláusula da regra do cartão vermelho… O jogador expulsado deveria ser substituído automaticamente. As sanções em vigor continuariam – não jogando na partida seguinte do mesmo campeonato – ou ir a julgamento pelo tribunal competente com sanções mais severas. Mas na partida devia ser 11 a 11 até o final. Por que deixar o time desfalcado? Todo torcedor tem o seu clube e também os seus ídolos. Ele paga pra ver o jogo e fica magoado quando é mostrado o cartão vermelho – sabendo que aquele que sai não é substituído. O espetáculo perde a graça, até quando se vê pela televisão. São os torcedores que alimentam o jogo, que incentivam os jogadores – sem falar no que representam para os patrocinadores. Eles não merecem essa desfeita. São milhares a gritar, a cantar, a animar o espetáculo, e logo se sentem frustrados ao verem seu time com 10, nove, até com oito jogadores se estrebuchando pra não levar uma goleada. Por que isso? Cada jogador que é expulso faz também reduzir a propaganda da empresa que patrocina…

Outra coisa: no banco devia ter o time reserva completo, pronto para atender qualquer eventualidade. Mas até aí tudo bem. Pelo menos a regra do cartão vermelho devia ser mudada – simplesmente substituindo o jogador para não desfalcar o time e honrar a torcida que mantém o esporte em evidência. Expresso minha opinião como torcedor e acho não ser diferente dos demais que gostam e admiram essa arte de jogar bola. Futebol, esporte que conquistou a massa popular em todo o mundo, introduzido no Brasil por Charles Miller, em 1894.

O time vence o jogo, conquista o campeonato, o jogador comemora, a torcida vibra – é ela quem faz a festa. VIVA A TORCIDA!

  •  

Deixe uma Resposta