• 25 jun 2009
  • Postado por Tiago

“O verdadeiro vigarista é aquele que tapeia, engana, que fala demais”

Deputado Giovanni Queiroz (PDT-PA), sobre o ministro Carlos Minc (Meio Ambiente)

Abin não descarta atentado ao voo 447

O diretor da Agência Brasileira de Inteligência, Wilson Trezza, admitiu ontem, numa conferência na Rússia de diretores de serviços secretos (!), a possibilidade de um atentado ter derrubado o Airbus da Air France que fazia o voo 447 Rio-Paris. O serviço secreto francês descartou o que a Abin agora investiga: os dois passageiros suspeitos de ligação com extremistas islâmicos eram “homônimos” dos procurados.

Na pista

Trezza foi taxativo em entrevista à agência de notícias russa Ria Novosti:

“Verificamos todas as hipóteses, especialmente a de ataque terrorista.”

Hasta la vista

O embaixador de Cuba em Brasília, Pedro Nuñez Mosquera, vai cantar em outra freguesia: a missão do seu país na ONU, em Nova York.

Sintoma: pé-frio

A presidente das Filipinas, Gloria Arroyo, declarou-se “em quarentena”, após visita oficial ao Brasil. Teme a gripe suína e quer “dar o exemplo”.

Gil serrou

O ex-ministro da Cultura Gilberto Gil declarou que é hora de “rodízio” no poder e que não acredita muito nas chances de Dilma Rousseff. Magoou?

Brasil tem mais ricos que a Espanha

Estudo divulgado ontem pelas consultorias Merrill Lynch e Capgemini mostra que o Brasil superou Austrália e Espanha em grandes patrimônios, mantendo-se entre os doze com mais ricaços do planeta – EUA, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Suíça, Canadá, China e Itália. A crise atingiu em cheio os ricos espanhóis e australianos e os 78 mil super-ricos perderam 23,9% da fortuna, coitados.

Novo emprego

O ex-diretor-geral do Senado Agaciel Maia agora é o “nomeador-geral da República”.

Ninguém quer

Viraram ferro velho as 27 aeronaves da Vasp espalhadas por aeroportos, Brasil afora. No último leilão não apareceu um só comprador.

Olha o salto alto…

Após a derrota da Espanha para os EUA, é bom a também “favorita” Seleção Brasileira tomar cuidado hoje contra a África do Sul.

Deu certo

Em público, Lula se queixa do espaço na imprensa aos escândalos que implodem o Senado. Na intimidade, eufórico, celebra o êxito da operação abafa: sumiu do noticiário as denúncias que geraram a CPI da Petrobras.

O xis da questão

Finge-se de morta a elite burocrática do Senado, que fez de Agaciel Maia monarca absoluto, distribuindo – por atos secretos – favores, benesses, gratificações em cascata, bonificações etc etc, obtendo o silêncio dos senadores, agora em chamas, com mesuras por conta do contribuinte.

Nas boas horas

Conhecem-se os amigos nas horas difíceis, mas Lula é do tipo que dá as caras no bem bom. Ele só foi a Santa Catarina duas semanas depois do início das enchentes, mas amanhã vai às festas do Dia do Pescador.

São máquinas

O projeto que dá aos aposentados reajuste igual ao salário mínimo arde na fogueira de São João. Custaria R$ 6 bilhões e o INSS aumentou a arrecadação (R$ 14,4 bilhões em maio), mas os tecnocratas do Tesouro estão se lixando. Eles não têm pais, avós, nem jamais serão inativos.

Mão de gato

Com um aumento de 1,5% nos preços dos automóveis, as montadoras estão ficando com uma parte da isenção do IPI concedido pelo governo para baratear os preços do carro ao consumidor.

Tá feia a coisa

Após o reajuste da tabela, cinco mil assistidos pularam fora da Geap, plano de saúde dos servidores. Ficou caríssimo para uma família. Pior: a maioria dos saintes é jovem e responsável pelos lucros da Geap.

Diferenças

A advogada de David Goldman, pai do menino Sean, pediu que a rede de tevê CBS não transmita a entrevista gravada com a criança na terça. Segundo ela, violaria uma ordem judicial no processo.

A fila anda

A CPI da Pedofilia vai ouvir em Manaus (AM) o prefeito de Coari, Adail Pinheiro, apontado na Polícia Federal como “chefe da quadrilha” de licitações fraudulentas, desbaratada na Operação Velox, em 2008.

Pensando bem…

…com a revelação de duas contas secretas, agora temos o Senado do B.

PODER SEM PUDOR

Ministro marqueteiro

Ministro do Planejamento de FHC, em 1995 José Serra definia o Plano Plurianual que fixava as metas do governo para os quatro anos seguintes. Lendo a papelada, Serra se deparou com um programa que estimava o “extermínio de 220 mil cães até 1999”. Ele arregalou os olhos e gritou:

– Imaginem as manchetes: “Serra manda matar 220 mil cães”! Precisamos mudar isso. Ligue aí para o ministro da Saúde.

Depois do telefonema, o programa mudou para um nome entendido por poucos: “Programa de Combate à Leishmaniose Visceral”.

  •  

Deixe uma Resposta