• 29 jun 2009
  • Postado por Tiago

“A CPI vai responsabilizar os culpados”

José Aníbal (PSDB-SP), sobre as falcatruas a serem apuradas na CPI da Petrobras

Lula quer ‘ministério de celebridades’ em 2010

O presidente Lula articula a formação de um ministério que ele classifica de “celebridades”, ou sejam, “notáveis” que ao mesmo tempo foram marcantes em sua trajetória política, desde os tempos de movimento sindical, no ABC paulista. Segundo fonte do Palácio do Planalto, ele planeja substituir, já em outubro próximo, os ministros que serão candidatos em 2010, compondo uma nova equipe e derradeira equipe.

Alguns nomes

Lula deseja em seu último ministério o economista Luiz Gonzaga Belluzo, o ex-ministro Delfim Netto e a volta de Antônio Palocci e Aldo Rebelo.

O gesto de Dilma

O presidente Lula pretendia dividir com a candidata Dilma Rousseff a composição do novo ministério, mas ela o liberou do compromisso.

Marcha lenta

A previsão de desaceleração da indústria cresceu de 4,70% para 4,75%. Só aí, nesta pequena diferença, serão ceifados milhares de empregos.

Vidas em segredo

Para não aparecer em listas de gastos estéticos, tem senador pensando em desistir de peruca e botóx e trocar prótese por comprimido de Viagra.

Conab é ‘xuxu beleza’ das corretoras

A Companhia Nacional de Abastecimento, vinculada ao Ministério da Agricultura, foi criada em 1990 para “oferecer preços mínimos” na safra agrícola e “estimular os mecanismos de mercado e o atendimento das necessidades básicas da sociedade”, diz em seu site. Mas atende às “necessidades” de corretoras de bolsas de mercadorias credenciadas – um mecanismo obrigatório (e muito estranho) em seus leilões.

Ovos de ouro

A política de “preço mínimo” exige que o vendedor e/ou comprador pague comissões de 2% sobre o ovo e 1,25% sobre feijão e arroz.

Mesa cara

Mais estranho é que o fornecedor embute o custo no preço da mercadoria; daí o consumidor final paga o preço máximo do “mínimo”.

Se pode complicar…

Estranho também é que a Conab tem cadastro de grandes atacadistas de produtos básicos na mesa do brasileiro, como arroz, café e feijão.

Um roubo

As taxas de juros do cheque especial andam na contramão da tendência do mercado. Enquanto para empréstimos para pessoas físicas e jurídicas os índices vêm caindo, no cheque especial se mantêm na estratosfera.

Cacife alto

Com o prestígio em alta por causa do desempenho na marola da crise mundial, o ministro Guido Mantega (Fazenda) vai aos Estados Unidos para um encontro com o secretário do Tesouro, Timothy Geithner.

Vão lá, vão…

Participantes da Marcha da Maconha, da qual a droga de ministro Carlos Minc (Meio Ambiente) participou, deveriam planejar uma marcha idêntica em Teerã, gritando o refrão “Ei, aitolá, traz maconha para cá!”.

Fome zero

Depois dos lençois e toalhas de banho, agora é a dieta dos funcionários e convidados da Presidência da República, que reservou R$ 22,3 mil para hortifrutigranjeiros até o final do ano. Inclui 794kg de melão extra.

Grande investimento

Estudo de uma revista imobiliária americana aponta o Brasil como o melhor investimento. E que o país vai se tornar uma das cinco maiores economias em cinco anos, o que vai duplicar o valor dos imóveis.

Pronta resposta

O Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República mandou a Kyoto, no Japão, dois servidores da área de Segurança da Informação a fim de verificarem o que há de novo para pronta resposta, em caso de incidentes de redes da Administração Pública Federal.

Vale lembrar

O Brasil vai sediar a Copa das Confederações em 2013, um ano antes da Copa do Mundo. Será só uma prévia, mas encurta o prazo para deixar estádios, hotéis e rede de transportes públicos prontos para 2014.

Rede sinistra

Circulam na internet supostas fotos “tiradas antes do desastre da Air France”, explicando que “amigo de um dos mortos enviou”. O e-mail macabro, sem vírus, é montagem com vídeo da série “Lost”.

Pensando bem…

… escândalo nos olhos dos outros é refresco.

PODER SEM PUDOR

Ardida como pimenta

Está “ardendo” até hoje o entusiasmo do “companheiro” Domingos Dutra (PT-MA) no plenário da Câmara, quando avaliou que a candidatura da ministra Dilma à presidência “cresce que nem fogo no monturo”. O humor negro provocou risos amarelos na turma do baixo clero que conhece o significado de “monturo”: monte de lixo ou de coisas repugnantes.

  •  

Deixe uma Resposta