• 08 jul 2009
  • Postado por Tiago

“Em casa de enforcado não se fala em forca e nem em corda”

Ex-presidente FHC, explicando o porquê de não comentar os escândalos em sua visita ao Senado

Sarney vai ‘enxugar’ 40% do Senado

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), prepara o anúncio nesta quinta-feira de uma série de medidas que têm o objetivo de tornar mais ágeis e transparentes as atividades da Casa. Uma das medidas a serem anunciadas é a decisão de promover um enxugamento de proporções raramente visto no serviço público brasileiro. A ideia é cortar 40% de toda a estrutura do Senado Federal, incluindo cargos.

Aqui mando eu

Sarney presidiu a festa de aniversário do Plano Real, ontem, fazendo-se respeitar até por seus críticos mais duros como FHC e Arthur Virgílio.

A crise acabou

Mal se falou em crise ontem no Senado Federal, mesmo com José Sarney presidindo a sessão noite a dentro.

FHC, o retorno

O discurso de FHC na sessão em homenagem ao Plano Real, ontem, no Senado, teve todo o jeito de quem é candidatíssimo a presidente.

Feliz aniversário

Os diplomatas brasileiros celebram hoje os 76 anos do mais importante de todos eles neste século: o embaixador Paulo Tarso Flecha de Lima.

Relação Lula-empreiteiras intriga oposição

A declaração do jogador Ronaldo de que o presidente Lula estaria mobilizando empreiteiras amigas para ajudar seu time, o Corinthians, resultou em pedidos de investigação da oposição. O deputado João Carlos Aleluia (BA) prometeu que seu partido, o DEM, tomará providências judiciais caso o presidente não se esclareça sobre a denúncia. O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) também pediu explicações.

Pergunta

O líder tucano na Câmara, José Aníbal (SP), quer saber os nomes das empreiteiras “amigas de Lula” e também pediu investigação da denúncia.

Mudança necessária

O Conselho de Aviação Civil analisa hoje mudanças na outorga de transporte de passageiros, para facilitar a entrada de novas empresas.

Roseana de volta

Após 37 dias cuidando da saúde, Roseana Sarney reassume no Maranhão com um plano a ser executado nos 17 meses que lhe restam.

Lula tucanou

Petistas fazem maldade, mas sem mostrar a cara: dizem que o tucano José Serra é o verdadeiro candidato dele a presidente, após conceder-lhe rolagem da dívida. Afinal, serão mais R$ 20 bilhões em caixa.

Serra no muro

José Serra continua inventando motivos para não assumir a candidatura. Agora diz esperar a homologação do partido. Lorota. Ele ainda não sabe se troca a reeleição segura em São Paulo pela aventura presidencial.

O nome dele é trabalho

O presidente Nicolas Sarkozy se disse “surpreso” com a defesa de Lula do trabalho aos domingos – em debate acirrado na França –, apontando o exemplo brasileiro para “criação de empregos”. E Sarkozy: “Não é fácil”.

No buraco

O Air Force 51 também ficou “perdido no espaço”, contou Lula a Sarkozy, falando de “buracos negros” sobre o Atlântico, onde caiu o 447. “Vi com meus próprios olhos, tem um buraco”, garantiu o presidente voador.

Lá vêm eles

Mais uma Marcha de Prefeitos em Brasília, a 12ª, dias 14 a 16. Vêm pedir mudança na lei de licitação, freqüentar bordéis, reescalonar dívidas e freqüentar bordéis. Também vão à balada, claro. Ninguém é de ferro.

Pediatras unidos

A Sociedade Brasileira de Pediatria suplica do Congresso a votação do projeto, que dormita há três anos, tornando obrigatória, em produtos com soda cáustica, embalagens complicadas de abrir. É que, por ano, 55 mil crianças morrem ou adoecem no Brasil por ingestão de soda cáustica.

Polêmica na Geap

O plano de saúde dos servidores Geap garante que não houve voto contrário de trabalhadores na recondução de Regina Parizi à diretoria executiva. Mas não votou nela, por exemplo, a associação de servidores da Previdência-Anasps, que confirma seu salário de marani: R$ 40,2 mil.

Voa, Lula, voa

O presidente em exercício aéreo vai à Dinamarca em 2 de outubro defender no Comitê Olímpico Internacional a candidatura do Rio às Olimpíadas de 2016. O presidente Obama vai defender Chicago.

Perguntar não é ilegal

Lula também é presidente do Senado?

PODER SEM PUDOR

Caindo do céu

Quando era prefeito de Curitiba, em 1995, Rafael Greca não hesitou em aceitar o convite de um participante do Festival de Balonismo para dar uma voltinha. Mas houve problemas e o piloto do balão foi obrigado a descer, para a segurança de Greca. A aterrissagem imprevista aconteceu no quintal de uma casa, cujo dono saudou o visitante com espanto e bom humor:

– Êta cidade boa! De vez em quando, até o prefeito cai do céu!

  •  

Deixe uma Resposta