• 17 jul 2009
  • Postado por Tiago

“Não imagino que a crise tire recesso”

Tucano Arthur Virgílio (AM) chamando de “inconvincentes” as explicações de Sarney

Lula pode extinguir ‘Sealopra’ de Unger

O presidente Lula considera extinguir a Secretaria de Assuntos Estratégicos de Longo Prazo, que ganhou a “sigla” Sealopra e foi ocupada pelo ex-ministro Mangabeira Unger. Sua criação atendeu a um pedido do vice-presidente José Alencar, cujo partido, o PRB, prometeu a Unger recompensá-lo por sua filiação com um cargo no primeiro escalão do governo. Mas agora Lula finalmente questiona sua real necessidade.

Campanha

Lula avisou ontem a um grupo de ministros que vai começar no segundo semestre “um programa de inaugurações sem precedentes na História”.

Soy a favor

Ex-reduto dos caras-pintadas, a União Nacional dos Estudantes hoje abriga os caras de pau lambuzados com gordas verbas do governo Lula.

Desemprego

Só em junho foram abatidos na indústria paulista 8 mil empregos. Para a Fiesp, no semestre, 54,5 mil operários foram, demitidos na indústria.

Mais de mil palhaços

Lula chamou CPI de “carnaval”. Passou recibo de palhaços aos “cumpanhêro” que no PT do passado infernizaram seus antecessores.

Sarney se concentra em novo romance

Não é apenas aparente a tranquilidade demonstrada pelo presidente do Senado, José Sarney. Mesmo com a Casa em chamas, por causa da incrível seqüência de acusações, ele encontrou na atividade intelectual uma maneira de se abstrair da crise, concentrando-se em seu novo romance. O título até já está definido: “O Solar dos Tarquíneos”. Seu romance mais recente foi “A Duquesa Vale uma Missa” (176pp), de 2007.

Caiu na rede

O deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE) entrou de vez no mundo da internet: inaugurou um blog e também marca presença no Twitter.

E ele, perdeu?

“Não percam o idealismo”, recomendou o chanceler Celso Amorim à Amun, simulação de estudantes sul-americanos da assembleia da ONU.

Magoou

Nicolas Sarkozy será adulado aqui, no 7 de Setembro, mas homenageou Índia e Alemanha em Paris, no 14 de Julho do Ano da França no Brasil.

Ordem do Planalto

A rejeição de Bruno Pagnoccheschi para a diretoria da Agência Nacional de Águas não foi uma reação de senadores supostamente ofendidos porque Lula os chamou de “pizzaoilos”, mas por ter sido ele indicado pela senadora Marina Silva (PT-DF), cujo cartaz anda em baixa no Planalto.

Pés-frio tucanos

Estavam no Mineirão, na derrota do Cruzeiro, os governadores tucanos
Aécio Neves (MG) e José Serra (SP), que agora fazem companhia ao
presidente Lula na galeria dos mais ilustres pés-frios do Pais.

O lobby da Bastilha

Políticos como o presidente da Câmara, Michel Temer, o ministro Nelson Jobim (Defesa) e líderes partidários passeiam em Paris. Nada a ver com o 14 de Julho e tudo a ver com a venda de aviões caça para a FAB.

Custo UNE

A emoção de Lula, no Congresso da UNE em Brasília, “passa pela vergonha de ter prostituído a entidade, atrelando-a ao mensalão e à folha da Viúva”, acusa o deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA). Só este ano, a União Nacional dos Estudantes embolsou R$ 2,5 milhões do governo.

De novo com Lugo

Não se sabe do que tanto falam o presidente Lula e o colega paraguaio Fernando Lugo, aquele que não pode ver um rabo de saia menor de idade. No dia 25 próximo, o Air Force 51 leva Lula outra vez a Assunção.

Desconfiança

O senador José Agripino Maia (RN) achou “esquisita e suspeita” a
retirada de apoio que inviabilizou Antônio Carlos Valadares (PSB-SE)
como presidente do Conselho de Ética, e não o comportamento do senador sergipano no episódio. “Ele foi vitima”, afirma o líder do DEM.

A gente nunca esquece

O excelente site Congresso em Foco retomou ontem notícia desta coluna, em março, sobre a prefeita da pequena Timon (MA), vice e vereadores: aumentaram os próprios salários, ganhando mais que Lula.

Resistência na base

Candidato do ministro Guido Mantega (Fazenda) para a Receita Federal, o presidente do INSS, Valdir Simão, enfrenta a resistência dos principais superintendentes estaduais da Receita, que exigem alguém de carreira.

Pensando bem…

…Lula deve achar uma questão de “forno íntimo” chamar os senadores de “pizzaiolos”.

PODER SEM PUDOR

O ditador galante

Em visita ao Brasil, em 1990, Fidel Castro atendeu a três dos 70 pedidos de entrevistas, mas foi a repórter Denis Rivera, da baiana TV Aratu, quem arrancou dele uma rara referência à sua vida privada:

– Posso fazer uma última pergunta?

– De mulher ou de periodista (jornalista)?

– De mulher periodista: por que o senhor não é casado?

– Quem lhe disse que não? – despistou.

– O senhor é casado? – insistiu ela.

– Quem lhe disse que sim? Mas garanto uma coisa – disse ele, insinuante, botando a mão boba no joelho da repórter – não sou um homem solitário…

  •  

Deixe uma Resposta