• 30 jul 2009
  • Postado por Tiago

“Lançam dúvida acerca da qualidade e do potencial do PSOL”

Nota do PSOL, sobre a afirmação do senador Paulo Duque de que o partido ‘não existe’

PMDB abre fogo também contra Heloísa

Além de levar ao Conselho de Ética do Senado o líder tucano Arthur Virgílio (AM) por quebra de decoro, pelo aspone dele que ganhava até horas extras para viver na Europa, o PMDB deve representar contra a ex-senadora Heloísa Helena (PSOL) no Ministério Público Federal, cobrando dela mais de R$ 1 milhão sonegados ao Imposto de Renda, conforme sentença transitada em julgado no Supremo Tribunal Federal.

Olho por olho

O PMDB deseja atormentar Heloísa Helena e Arthur Virgílio porque ambos têm denunciado o presidente do Senado, José Sarney.

Em campo

O líder do PMDB, Renan Calheiros, diz que tentou o silêncio, na crise, mas não deu: “A bola sempre procura o jogador”, brinca o botafoguense.

Aposta de Delúbio

Delúbio Soares “opera” pela eleição de José Eduardo Dutra para presidir o partido. É sua aposta para ser de novo um petista, oficialmente.

Muito trabalho

Com as novas representações, já são onze as denúncias contra José Sarney no Conselho de Ética do Senado.

Dilma veta militares dirigindo estatais

A ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) assinou recomendação interna em que veta militares chefiando estatais. A medida tem endereço: a pressão da FAB para o brigadeiro Jorge Godinho, Secretário de Aviação Civil do Ministério da Defesa, presidir a Infraero. Após as restrições ao chefe de gabinete do ministro o Nelson Jobim, outro militar passou a ser cotado: o brigadeiro Paulo Rhorig de Britto, chefe do Estado-Maior da Aeronáutica.

Conchavo no Rio

A definição do futuro presidente da Infraero pode surgir no jantar do presidente Lula com o governador do Rio, Sérgio Cabral, nesta quinta.

Fidelidade tucana

O líder do governo no Senado, Romero Jucá, está longe da crise de Sarney: em Madri, com o governador tucano Anchieta Junior, seu aliado.

Pai dos pobres

O governo Lula enviou US$ 50 mil em “ajuda humanitária” ao Sri Lanka, para compra de roupas femininas e infantis.

Trem pagador

Em um só dia, a Secretaria Especial de Direitos Humanos publicou no Diário Oficial quase 300 portarias de concessão da Bolsa-Ditadura. Sem os valores das pensões ou da indenização aos beneficiários.

Queda para o alto

O Itamaraty em peso apoia a indicação do secretário-geral do Ministério, Samuel Pinheiro Guimarães, no lugar de Mangabeira Unger no tal Ministério do Futuro. E deseja-lhe futuro bastante promissor, e distante.

Portugal malandro

Malandragem do Estado português: lojas atraem o turista com “tax-free”, oferecendo devolver o imposto IVA (20% da compra) ao ir embora, mas no aeroporto o otário descobre, só após fazer o check-in e despachar as malas, que comprovantes nada valem: é preciso mostrar a mercadoria…

Persona non grata

A Espanha maltrata brasileiros que chegam a Madri, mas seu ministro de Assuntos Exteriores e Cooperação, Ángel Moratinos, visita o Brasil para tentar vender quinquilharias. Será hoje homenageado por Celso Amorim, o chanceler que não está nem aí para aqueles brasileiros maltratados.

Fuxico

José Sarney soube pelo PMDB que o delegado federal Marcelo de Oliveira Andrade, um dos responsáveis pelo inquérito que investiga seu filho Fernando, seria genro do senador Cristovam Buarque (PDT-DF).

Amigo de fé

Mesmo faltando Procuradorias da União em Alagoas e Pernambuco, o procurador-regional em Recife, José Roberto Farias, liberou o colega sindicalista Rodrigo Veloso para trabalhar na AGU em Brasília.

No vinagre

Depois que o Ibama negou licença para o asfaltamento da BR 319 (Manaus-Porto Velho) azedou de novo a relação da droga de ministro Carlos Minc (Meio Ambiente) com Alfredo Nascimento (Transportes).

Barrando a briga

No grito não deu: Lula vai se envolver na guerra da eleição do PT, onde residem as chances de o deputado José Eduardo Cardoso (SP) virar ministro da Justiça. Ele é um dos seis candidatos a presidente do PT.

Espeto de pau

Criado o ministério da Pesca em Santa Catarina, os gaúchos exigem a criação do ministério do Churrasco, com muitos cargos espetados.

PODER SEM PUDOR

Onde estou?

Atormentado pela greve dos professores do município de Iguatu (CE) e pela crônica falta de recursos, o então prefeito Edilmo Costa (PMDB) afogou o inferno astral, em companhia de amigos, no restaurante do Hotel Ravena. À saída, após entrar no carro, de repente ele começou a gritar:

– Roubaram! Roubaram a direção do carro!

– Calma, prefeito – tranquilizou um amigo – você está sentado no banco de trás…

  •  

Deixe uma Resposta