• 07 ago 2009
  • Postado por Tiago

“O dedo sujo é o seu. O dedo dos jatinhos que o Senado pagou”

Renan Calheiros, se dirigindo ao senador Tasso Jereissati (PSDB), em mais um bate-boca

CNJ fará devassa em TRTs do País

Após realizar correição nos Tribunais de Justiça Estaduais e nos Tribunais Regionais Federais, o Conselho Nacional de Justiça anunciará nos próximos dias uma devassa radical nos Tribunais Regionais do Trabalho em todo o País, a começar pelo TRT-SP, aquele do ex-juiz Lalau, que será examinado com lupa. O CNJ está intrigado com o aumento de custos e a contínua morosidade do sistema.

Ineficiente

O CNJ nota que os TRTs pedem sempre “mais do mesmo”: mais juízes, mais carros oficiais, mais funcionários, sem melhorar a eficiência.

Más notícias

As últimas notícias sobre a saúde da candidata não estimulam Lula a insistir no palanque. Ele captou a mensagem e “tirou o pé” do acelerador.

Aliás

Foram exatamente as preocupantes notícias sobre Dilma Rousseff que levou o governador José Serra a sair da toca e a posar de candidato.

Problema

Sindicatos do DF pedem que servidoras grávidas sejam dispensadas do trabalho, com medo da gripe suína. Há 9,2 mil servidoras grávidas no DF

Bronca de Gilmar faz Simon pedir ‘perdão’

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, não conteve sua revolta ao assistir pelo canal GloboNews, tarde da noite, uma entrevista em que o senador Pedro Simon (PMDB-RS) o atacava, insinuando que ele comprara passagens aéreas da quota de um deputado. Mendes telefonou ao programa, apresentado ao vivo, e reagiu com indignação. Simon pediu “perdão” e disse ter sido “mal interpretado”.

Ele foi vítima

Na verdade, Gilmar Mendes foi vítima de golpistas: comprou passagens em uma agência de viagens que usava ilegalmente quotas de deputados.

Entre aspas

O programa em que Pedro Simon criticava o presidente do STF, “Entre Aspas”, é apresentado semanalmente pela jornalista Mônica Waldvogel.

Excitante

Feliz, o senador Papaléo Paes (PSDB-AP) não cansa de mostrar uma foto sua com a apresentadora Sabrina Sato, do programa Pânico na TV.

Segurança

O líder do PTB no Senado, Gim Argello (DF), foi eleito vice-presidente do Conselho de Ética. Ele fica na reserva para a eventualidade de qualquer percalço do presidente do conselho, Paulo Duque (PMDB-RJ).

O sonho de Meirelles

As aparências enganam: o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, agora tenta articular uma “Frente antiMarconi Perillo”, unindo PMDB e PP contra o senador tucano, na disputa pelo governo de Goiás.

Substituição

A substituição do líder tucano Arthur Virgílio (AM), que era subterrânea, vai ganhar as ruas. Deve sair já em setembro, em vez de ficar até o final do ano. Após Marisa Serrano (MT) declinar, Álvaro Dias (PR) é o favorito.

Efeito colateral

Alagando que têm sido vítimas de discriminação, moradores do bairro José Sarney, em Natal (RN), protocolaram pedido na Câmara Municipal para que se realize um plebiscito na localidade para mudança do nome.

Escuridão

Enquanto o Senado evita os atos secretos, a Câmara trabalha às escuras: não existe dotação orçamentária para a reposição de lâmpadas. Em alguns andares do Anexo IV já existem verdadeiros breus.

Arrombando o cofre

A Câmara dos Deputados colocou um “jabuti” na MP-460, que institui o programa “Minha Casa, Minha Vida”: ordena o ressarcimento do crédito prêmio do IPI a empresas exportadoras que tiveram o benefício no passado. O tamanho da conta espetada na nossa testa: R$ 280 bilhões.

Briga de foice

O espaço aéreo ficou pequeno para a briga de bastidores para presidir a da Infraero. De um lado, o ministro Nélson Jobim (Defesa), do outro Dilma Rousseff (Casa Civil), que veta militares ocupando o cargo.

Intolerância

Do mesmo modo que pediu a expulsão de um cidadão das galerias do Senado na tarde ontem, certa vez o coronel e senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) mandou a segurança da Casa expulsar o dono da TV União, emissora cearense, José Alberto Bardawil, que o criticava.

Briga de rua

O pugilato verbal entre senadores pode chegar a agressão física a qualquer momento.

PODER SEM PUDOR

Os garis e o ministro

Dois garis da Comlurb conversavam sobre a vida, ontem, na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio:

– Quando eu entrei, era filé mignon, hoje estamos no osso…

– Nós ganhávamos bem, que nem médico, mas hoje não dá pra nada…

Enquanto o diálogo transcorria, passou por eles fazendo cooper o ex-ministro Pedro Malan, com pele bronzeada e camiseta do “Sea World”.

  •  

Deixe uma Resposta