• 14 out 2009
  • Postado por Tiago

“Essa é uma aliança estratégica para governar o País”

Presidente do PT, Ricardo Berzoini, sobre a aliança entre o PT e o PMDB

Dilma e Mantega têm

‘pendências’ na Receita

Dilma Rousseff, pré-candidata do PT a presidente, CPF 133.267.246-XX, e o ministro Guido Mantega (Fazenda), superior hierárquico da Receita Federal, dono do CPF 676.840.768-XX, têm “pendências” no Imposto de Renda, segundo informa o site da própria Receita. A situação de três dos principais presidenciáveis – José Serra (PSDB), Ciro Gomes (PSB) e Marina Silva (PV) –, ao contrário, é regular.

Pendurados

Outros figurões com “pendências” nas declarações de 2008 são os presidentes Sergio Gabrielli (Petrobras) e Luciano Coutinho (BNDES).

Bicos fechados

A coluna convidou as autoridades com pendências na Receita a explicarem o problema, mas preferiram o silêncio.

Ora, o povo…

O Palácio do Planalto informou que o presidente Lula não vai comentar o fato de ter sido um dos primeiros a receber restituição de imposto.

Fé cega, ministra amolada

Em seu périplo religioso para arrebanhar novas ovelhas ao rebanho eleitoral, a ateia ministra Dilma descobriu que “ajoelhou, tem que rezar”.

TCU impede rombo

de R$ 1,3 bi do INSS

O governo Lula tenta desqualificar a fiscalização do Tribunal de Contas da União, que frequentemente detecta irregularidades nos gastos públicos, mas deveria agradecer esse trabalho. Uma inspeção no INSS levou o TCU a determinar uma série de medidas que resultaram em uma economia de R$ 1,32 bilhão, em 2009. O principal objetivo do TCU foi eliminar o acúmulo indevido e falecidos da lista de beneficiários.

Ainda falta

Falta o TCU analisar 3,7 mil pagamentos acima do teto, 2 milhões de benefícios sem CPF e o aumento no acúmulo indevido de pagamentos.

Cancelamento

A ação do TCU suspendeu ou cancelou 166.286 benefícios irregulares no INSS. Mais de 145 mil nem sequer informavam o beneficiário.

Perguntar não nomeia

Em quem o presidente Nicolas Sarkozy se inspirou para emplacar o filho de 22 anos num alto cargo financeiro na prefeitura de Paris?

Propaganda enganosa

A Caixa tem feito gracinhas na tevê, mostrando comerciais do “Caixa Aqui” em lugares remotos, como Califórnia (PR). Mas justamente em um deles, Nova Iorque (MA), o “Caixa Aqui” está fechado desde 2008.

Assim é mole

Analistas já detectaram a jogada do empresário Eike Batista, que tenta desestabilizar a direção da Vale, agora bajulando a turma do PT nos fundos de pensão. Ele quer comprar a Vale (barato) com dinheiro da própria Vale, após fazê-la pagar muito caro por suas empresas.

Mantega derrete

Esquenta a chapa de Guido Mantega no Ministério da Fazenda. Trapalhadas como a tributação da poupança e a falta de caixa para a restituição fortaleceram os que querem a volta de Antonio Palocci.

Venezuela cala

A embaixada venezuelana se nega, desde o dia 7, a comentar o sequestro do empresário brasileiro Vicente Aguiar Vieira, há dois meses, na Venezuela pelos narcoterroristas das Farc, que têm a simpatia do semiditador Hugo Chaves e do governo Lula.

Mão grande

O sindicato dos funcionários tentou assumir a paternidade do projeto que o Supremo Tribunal Federal planeja enviar ao Congresso sobre o plano de cargos e salários. O presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, foi logo avisando: “Essa iniciativa ainda é do Supremo…”

Palácio decadente

Antiga sede do Congresso Nacional, o belo Palácio Tiradentes tem sido muito maltratado pelos atuais ocupantes, os deputados estaduais do Rio de Janeiro. Em dia de chuva forte, há goteiras até no plenário.

Gentileza de aliado

Foi a turma do ministro Luiz Dulci, secretário-geral da Presidência, que fez o bispo de Barra (BA), dom Luis Flávio Cappio, aquele da greve de fome, tomar chá de sumiço durante a visita de Lula às obras de transposição do rio São Francisco. Dulci é muito ligado à Igreja.

Aí tem

A governadora do Pará, Ana Júlia Carepa (PT), espalha que Jáder Barbalho (PMDB) foi convencido pela ministra Dilma Roussef a desistir de concorrer ao governo do estado. Não revelou o valor da fatura.

O ‘cara’ tinha razão

Entra o Sifu no lugar do IR: Seu Imposto Foi Surrupiado.

PODER SEM PUDOR Precisa conhecer bem?

Na eleição de 1950, Getúlio Vargas ordenou que a sobrinha Ivete Vargas fosse candidata a deputada federal em São Paulo, mesmo sem ter grande familiaridade com o estado. Foi eleita com grande votação. Logo após a vitória, um repórter traduziu a má vontade da elite paulista:

– Como explica essa votação mesmo conhecendo São Paulo tão pouco?

– Eu fui candidata a deputada federal – respondeu Ivete, cortante – e não a chofer de táxi!

  •  

Deixe uma Resposta