• 19 nov 2009
  • Postado por Tiago

“Finalmente chega uma boa notícia do Brasil”

Maurizio Gasparri, senador italiano, sobre a extradição do terrorista Cesare Battisti

Filho de FHC e sua mãe trabalham no Senado

“Príncipe da sociologia brasileira”, FHC disse uma vez que tinha “um pé na cozinha”. Maria Helena Pereira, a negra que o impressionou pela formosura e lhe deu outro filho fora do casamento, continua com o pé na copa. A mãe de Leonardo, o filho mulato de FHC, ainda é a copeira do gabinete 22, do senador Roberto Cavalcanti (PRB-PB), na Ala Teotônio Vilela do Senado. Trabalha todo dia lá, no período da tarde.

Trabalhador

Leonardo, 20, o filho de FHC que esta coluna revelou ontem, também trabalha no Senado, como a mãe. É um modesto carregador.

Desconfiança

Ruth Cardoso demitiu Maria Helena da casa de FHC, após conhecer Leonardo. Achou o menino muito parecido com seu marido.

Ajuda investida

Com ajuda de FHC, a ex-empregada Maria Helena, mãe do filho dele, comprou duas quitinetes e uma loja em Riacho Fundo (DF), que aluga.

FHC na tela

Apos a estreia de “Lula, o filho do Brasil”, FHC ganhou direito a produzir seu próprio filme: “Todos os filhos do presidente”.

Vaidade de Meirelles causou demissão no BC

O ex-diretor de Política Monetária do Banco Central Mário Torós foi demitido porque usou a primeira pessoa do singular para se jactar, em entrevista ao jornal Valor, dos feitos do BC no enfrentamento da crise financeira. Ele usou expressões que irritaram o presidente do BC, Henrique Meirelles, como “machuquei o mercado inteiro…” ou “…tive de operar as swaps cambiais” etc. Foi substituído por Aldo Luiz Mendes.

Gota d’água

O vaidoso Henrique Meirelles também detestou que Mário Torós tenha confirmado que Lula quase o substituiu por Luiz Gonzaga Beluzzo.

Fundo falso

O governo festeja a baixa inadimplência de 1,92% nos cheques, mas poucos ainda dão cheque. É cartão até para compras de R$10.

Cinema latino

“Lula, o filho do Brasil” é “chorante”. Certamente seria picante um filme “Lugo, o pai de todos”. Quem se habilita?

Lobby corporativo

A Mesa do Senado recebeu documento a favor da reserva de mercado que obriga senadores a escolher chefe de gabinete entre servidores da Casa. Os senadores reclamam, mas 49 deles assinaram o documento.

A felicidade é cega

Uma conferência patrocinada por Itaipu Binacional discute nesta sexta (20), em Foz do Iguaçu (PR), a “Felicidade Interna Bruta”, índice que celebrizou o Butão, na Ásia, onde certamente apagão não existe.

DEM com os tucanos

A cúpula do DEM se reuniu ontem na residência do governador do DF, José Roberto Arruda, e decidiu que o candidato do partido a presidente será o do PSDB. E gostariam de indicar o vice, talvez o próprio Arruda.

É pouco

Amigos do terrorista Cesare Battisti temem que na Itália ele cumpra o regime disciplinar diferenciado “41-bis”, mais duro que o brasileiro. Deveria ter pensado nisso antes de matar friamente quatro inocentes.

Madonna: muito PM…

O Comando da PM do Rio deve responder em 15 dias ao advogado carioca Cláudio José de Souza sobre desvio de verbas públicas com os cerca de 20 batedores na comitiva da popstar Madonna, há dias.

…para nada, no Rio

A escolta de Madonna pela PM foi para “evitar tumulto”, segundo o governo estadual. A “diva” foi ao morro Dona Marta, e levou R$ 20 milhões de ricaços deslumbrados para sua fundação… no Maláui.

Obra empacada

O PAC empacou em Campina Grande. A construção de 337 casas populares foi interrompida em 2008, mesmo com a Caixa depositando sua parte, 80% do valor total. A deficiência é da prefeitura da cidade, que não honrou os 20% que lhe cabem, diz a turma de Dilma Rousseff.

Mais tudo

Agentes de trânsito do Detran-DF, que já são os mais bem pagos do país (R$ 7 mil, em média), ameaçam greve a partir de segunda-feira (23), caso o governo não atenda às suas exigências até sexta-feira. O governador em exercício Paulo Octavio lamenta: “Não há dinheiro”.

‘Pé na cozinha’

FHC revelou que tinha “um pé na cozinha”. Tinha também cabeça, tronco e… membros.

PODER SEM PUDOR

Foto antiga

Sempre que visitava Maceió, sua terra natal, o ex-líder estudantil Vladimir Palmeira era entrevistado pelo jornalista Adelmo dos Santos, fundador do PT alagoano e compadre do presidente Lula. Mas Adelmo nunca levava o fotógrafo, confiando numa fotografia antiga de Vladimir, deitado numa rede da casa de praia. Após várias repetições, Vladimir decidiu intervir:

– Companheiro Adelmo, por favor, não use mais aquela foto minha deitado numa rede porque, inclusive, eu já vendi a rede.

  •  

Deixe uma Resposta