• 25 nov 2009
  • Postado por Tiago

“Se fosse [decisão pessoal], já estaria caminhando com Marina”

Heloísa Helena (PSOL), sobre a provável aliança com o PV da senadora Marina Silva

TCU julga superfaturamento no Pan do Rio

O superfaturamento milionário nos Jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro estará novamente no banco dos réus, nesta quarta, no Tribunal de Contas da União. Respondem pela ação o secretário do Ministério do Esporte Ricardo Gonçalves e a empresa Fast Engenharia. O TCU constatou irregularidades de mais de R$ 20 milhões em três contratos para executar instalações temporárias, como locação de móveis etc.

Duas vezes

A empresa Fast Engenharia e Montagem Ltda cobrou duas vezes pelos custos administrativos. Total: R$ 4.163.562,36.

Sem comprovantes

Os organizadores do Pan do Rio gastaram quase R$ 7 milhões e não apresentaram comprovantes.

Exemplo

Segundo o TCU, dos 1.628 equipamentos de ar-condicionado para o Pan, 813 não foram instalados por falta de necessidade.

Sem língua presa

Lula disse ontem que emagreceu “com muito trabalho e entrevista”. É a dieta da “língua solta”. Consome cem calorias por frase de palanque.

Nazista fez experiências

genéticas no Brasil

O programa “Explorer”, do canal National Geographic, um dos mais vistos do mundo, vai exibir reportagem domingo (29), sustentando que o médico nazista Joseph Mengele, conhecido como o Anjo da Morte, realizou experiências genéticas no Brasil com irmãos gêmeos. Os experimentos teriam ocorrido na cidade de Cândido Godói (RS), cuja incidência de gêmeos é 1000% maior que a média mundial.

Ficção confirmada

O programa “Explorer” lembra a ficção: o filme “Meninos do Brasil”, de 1978, mostra Joseph Mengele criando clones de Adolph Hitler.

História

Após fugir no final dos anos 1940, Joseh Mengele, o monstro de Auschwitz, viveu na América do Sul, inclusive no Brasil, por trinta anos.

Fez-se a escuridão

De apagão em apagão diário, os consumidores da Light, dona da luz no Rio, pensam em denominá-la, de agora em diante, de Trevas.

Garanhão binacional

A imprensa paraguaia revelou uma filha de 22 anos do presidente Lugo, do Paraguai. Três rebentos teriam sido concebidos quando ainda ele era bispo. O homem tem mais energia que a binacional Itaipu…

‘Família real’ em crise

Ao contrário das irmãs, que reagiram com certa naturalidade, Paulo Henrique anda muito nervoso desde que o pai, FHC, decidiu reconhecer o filho Tomás. E com a revelação desta coluna sobre seu outro irmão, Leonardo, filho do ex-presidente com a ex-empregada.

Macho man

A falecida primeira-dama Ruth Cardoso teve muitos dissabores com a carreira galante do presidente: num evento em Campos do Jordão (SP) promovido pelo então governador Mário Covas, ela expulsou conhecida atriz – por suspeita de um caso com FHC – que vive hoje no exterior.

Simplicidade

O ministro Carlos Britto, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, faz opção preferencial pela simplicidade, frequentando as jovens tardes de domingo do shopping, em Brasília, de calça jeans desbotada e tênis.

Amaral Neto, o retorno

O filme babaovo que produziu sobre Lula já rendeu a Luiz Carlos Barreto, no Rio, o apelido de “Amaral Neto do PT”. A diferença é que em um só filme “Barretão” faturou o que Amaral Neto levaria anos para arrecadar.

Dignidade do homem

A ministra Maria Cristina Peduzzi, do Tribunal Superior do Trabalho, lança hoje seu livro “O Princípio da dignidade da pessoa humana – o direito como integridade” (LTr Ed.). Centro Cultural do TST, às 18h30.

Empresa inidônea

O mineiro Carlos H. Custódio, que preside a ECT, explica que a Fiat foi considerada inidônea em processos administrativo de cuja decisão não recorreu. A Fiat entregou carros mais baratos do que vendeu à estatal.

Política radical

É um perigo viver nas Filipinas: um grupo adversário decapitou 22 políticos na campanha da eleição a governador, em 2010. Também rolaram cabeças de jornalistas. Dispensou censura ou papo de CPI.

‘Cinto’ muito

A miséria dos cubanos é tão grande, mas tão grande, que se mandarem apertar mais o cinto, só restará o cinto.

PODER SEM PUDOR

Miserê sob concurso

Jânio Quadros era presidente e solicitou ao chefe da Casa Civil, Quintanilha Ribeiro, a lista dos cargos disponíveis, para atender o pedido de um ministro para empregar um sobrinho de 20 anos. Jânio escolheu: tesoureiro dos Correios no Recife, 27 mil cruzeiros por mês. O ministro descartou: “é muito, o menino não pode ganhar quase o meu salário”. Jânio escolheu outro, de tesoureiro auxiliar do IAPC (previdência dos Comerciários), 15 mil por mês. O ministro também achou excessivo. Jânio guardou os papéis e desistiu:

– Ministro, abaixo desse salário, só com concurso público…

  •  

Deixe uma Resposta