• 30 dez 2009
  • Postado por Tiago

‘Contigenciamento é igual a Carnaval, todo ano tem’

Paulo Bernardo, ministro do Planejamento, sobre os cortes no orçamento em 2010

Senado: consultores X chefes de gabinete

Os consultores legislativos saíram perdendo na forma com que queriam conduzir a reforma administrativa do Senado, elaborada pela Fundação Getúlio Vargas. Travam com os chefes de gabinete uma disputa histórica nos bastidores para mostrar quem tem mais poder. O Conselho de Administração da Casa – consultores, na maioria – defende que chefe de gabinete deixe de ser prerrogativa dos servidores efetivos.

Na pressão

O primeiro-secretário Heráclito Fortes deu razão aos chefes de gabinete e apresentou o projeto do jeito que eles queriam, na última sessão.

Manda quem sabe

O projeto manteve os servidores efetivos no comando dos gabinetes. Na articulação do processo legislativo, são eles que entendem do riscado.

Vai sonhando

Na proposta de reforma da FGV, um baque no bolso: não haverá novo plano de salários que beneficiaria os consultores.

Procura-se uma voz do Brasil

A coluna tentou contato por dois dias com o locutor Paulo Ottaran para explicar as suspeitas de que vendia assessoria de imprensa para deputados no programa oficial “A Voz do Brasil”, onde trabalha, através de uma empresa de fachada. Seu celular não recebe ligações, e dia 21 entrou em recesso na Câmara, onde perdeu cargo numa Comissão após o caso das notas “frias”. O radialista fazia boletins para rádios e jornais.

Sem poder

A Câmara dos Deputados esclarece que não há ingerência de locutores na “Voz” e utiliza um resumo dos pronunciamentos dos parlamentares.

Sem privilégio

Esclarece ainda que não existe privilégio de inserções na gravação, acompanhada por um jornalista, impedindo modificações.

Cotação

O ministro da Franklin Martins (Comunicações) é um dos cotados para assumir a Casa Civil, de Dilma Roussef, assim que sair candidata oficial.

Elefante sujo…

Enquanto pintou sujeira para o governador José Roberto Arruda (DEM-DF), os estudantes da escola Elefante Branco (é esse mesmo o nome) vivem no meio do lixo. Há tempos a escola não vê limpeza.

…grana idem

A escola é do governo do DF, e fica no terreno da Secretaria de Educação. A ex-secretária é a deputada que guardou dinheiro na bolsa, fechando a porta antes. Certamente para as crianças não verem…

Bons de briga

A família Lins e Silva, que não desistirá da guarda do menino Sean, mantém outro front judicial contra o conhecido obstetra do Rio, Nadih Farah, a quem acusa de erro médico na morte da mãe de Sean, Bruna.

Guerra paulista

Embolou a corrida ao governo paulista: o DEM apoiará se Aloysio Nunes Ferreira (Casa Civil) se candidatar, deixando o colega tucano Geraldo Alckmin pendurado na brocha, sem o apoio do “demo” Cláudio Lembo.

Dando bandeira

Militares chiam com a novidade: às vésperas do Natal, Lula assinou lei determinando que a bandeira do Brasil seja hasteada com a do Mercosul em todos os prédios oficiais, órgãos públicos etc. Chávez está vibrando.

Vadiagem ousada

O morador de rua Raimundo Cledomar Pereira, 34, registrou BO na 6ª DP em Brasília contra dona-de-casa que tirou de sua porta, jogando na rua as tralhas dele. Alegou danos materiais e morais. Se a moda pega…

Panetonegate

Rogério Rosso é ex-diretor da Codeplan, no DF, afirma que, em março de 2007, a empresa deixou de ter contrato com empresas de informática. Garante também que não responde a ações judiciais.

Ano amargo

O açúcar cru bateu o maior preço (US$ 695 por tonelada) desde 1981, em razão das chuvas que impedem a produção rápida, no Brasil. Com a alta demanda na Ásia, em 2009 o açúcar dobrou de preço.

Nada se cria

A cueca de dinheiro dos petistas tem versão radical: a cueca-bomba que terroristas da Al Qaeda criaram para tentar explodir um avião americano.

PODER SEM PUDOR

Temperatura zerada

Amocim Leite, ex-prefeito de São Mateus (ES), também garantiu presença no folclore político com várias histórias a ele atribuídas, como quando viajou aos Estados Unidos, relatada pelo jornalista Kim Campos. Durante a viagem de avião, Amocim perguntou a um assessor:
– Qual a temperatura lá fora?
– Zero grau.
– Oba! – respondeu – não está frio, nem quente…

  •  

Deixe uma Resposta