• Postado por Tiago

Está virando rotina. Os vereadores de situação da câmara de Navegantes rejeitaram mais um requerimento do vereador Marquinhos (PT). Desta vez, o vermelhinho queria saber por que um terreno, no bairro Machados, foi desapropriado e o projeto não tinha passado pela câmara.

Segundo a assessoria jurídica da casa, a lei orgânica de Navega diz que o prefeito tem poder de criar atos desapropriatórios quando bem entender e não precisa de autorização do legislativo pra isso. Mesmo assim, o vereador queria que a resposta viesse em um ofício, já que ele não fazia ideia do que seria construído no terreno.

O próprio prefeito dengo-dengo, Roberto Carlos (PSDB), que estava na câmara para a discussão de um outro projeto, contou pro petista que a ideia é construir um prédio que abrigaria um projeto social do governo. Por 6 votos a 2, os vereadores carcaram um não no requerimento de Marquinhos, que já tinha tido outro rejeitado, semana passada.

O vereador Delmar de Borba (PSDB) teve mais sorte na sua indicação. O tucano disse que a situação do departamento Nacional de Trânsito (Detran) na cidade é pacabá. “O atendimento é péssimo, faltam funcionários e os poucos que trabalham usam equipamentos sucateados. Sei de gente que foi fazer licenciamento do carro em outras cidades, porque aqui não tinha condições e acabamos perdendo dinheiro com isso”, lascou. Delmar pediu ao prefeito, através de uma indicação, que coloque dois ou três funcionários da prefa para dar uma mãozinha para os caras do Detran. O prefeito respondeu na bucha e disse que vai analisar a situação.

  •  

Deixe uma Resposta