• Postado por Tiago

INTERNA-7pissetti-(6)

Pissetti: ?Não temos como mudar o número de vereadores de uma hora pra outra?

Os nove suplentes de vereadores de Itajaí, que esperavam garantir vaguinha no legislativo com a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) dos vereadores, vão ter que ralar muito pra garantir a cadeira ainda neste mandato. O presidente da câmara, Luiz Carlos Pissetti (DEM), e os outros 11 atuais vereadores decidiram por unanimidade que os suplentes só assumem depois da ordem da justiça eleitoral. ?Eu sei que existem presidentes que já estão nomeando os suplentes, mas eu não vou agir dessa maneira?, avisou Pissetti.

O comandante da casa do povo peixeira falou que no município o perrengue é maior por causa da lei orgânica, que só prevê a presença de 12 vereadores na câmara. ?Não temos como mudar o número de vereadores de uma hora pra outra. A lei orgânica é clara e só prevê 12 vereadores. Se a justiça determinar que devemos nomear os nove suplentes, teremos que primeiro modificar a lei do município?, explicou o democrata.

O chefe do cartório eleitoral no Itajaí, Ângelo Soares Castilhos, disse que nesta semana os suplentes entraram com requerimento pedindo uma posição da dona justa eleitoral. Ele explicou que o processo foi aberto, um pedido de informação será feito ao presidente da câmara de vereadores e depois o processo será enviado ao Ministério Público pra análise.

Mesmo com a pressão dos suplentes, Ângelo já adiantou que muito não poderá ser feito pela dona justa eleitoral peixeira, já que a situação é nacional. ?Além de tudo, tem a lei orgânica, que não prevê a nomeação imediata dos suplentes?, acrescentou.

O presidente do PDT no Itajaí, Marcelo Sodré, que já fez um requerimento na câmara pedindo a nomeação imediata dos dois suplentes do partido, sabe que a tarefa de aumentar o número de vereadores peixeiros não será fácil, mas promete continuar insistindo. ?O aumento dos vereadores significa maior representatividade do povo, afinal cada vereador acaba defendendo os interesses do seu bairro?, defende.

Sodré discorda da tese de que mais vereadores é o mesmo que mais gastos pra prefa. ?Esse discurso chega a ser hipocrisia e cai por terra porque quando reduziu o número de vereadores de 21 pra 12, aumentou o número de assessores. Dá na mesma?, argumenta.

O presidente do PT no Itajaí, Felipe Damo, e o suplente do partido, João Vequi, têm a mesma opinião quando o assunto é a quantidade de cadeiras no legislativo. Os dois acreditam que 21 vereadores em vez de 12 será benéfico pro povão, que terá uma câmara mais atuante junto aos peixeiros.

Já o suplente Tonho da Cruz (PP), mesmo querendo garantir a sua vaguinha na casa do povo, diz já ter perdido as esperanças. ?Eu acho muito difícil essa decisão ser colocada em prática neste mandato, acho que vai ficar pra 2012. Não existe interesse político dos vereadores por causa do número de assessores, daí tem o problema da lei orgânica e a posição da OAB, que se mostrou contra a decisão ser colocada em prática nesse ano?, disse.

Além de Vequi e Tonho da Grade, Vanderlei Dalmolin (PP), Maneca do PT (PT), Fabrício Santos (PDT), Carlos Ely (PPS), Neusa Girardi (PMDB) e Nina Crispim (PDT) são os outros suplentes que podem ganhar uma cadeira na câmara de vereadores peixeira.

Navega também espera a dona justa

Assim como em Itajaí, a Câmara de Vereadores de Navegantes também aguarda o posicionamento da dona justa eleitoral pra nomear os cinco suplentes, que de acordo com a PEC, têm direito à vaga.

A casa do povo da city dengo-dengo tem hoje 10 vereadores e a lei orgânica do município prevê a nomeação de 13. O presidente do legislativo, Alcídio Reis Pêra (PMDB), disse que se a dona justa decidir pelo aumento das cadeiras, a lei municipal também terá que ser alterada. ?Eu vou acatar a decisão da justiça eleitoral, mas acredito que o aumento dos vereadores só vai acontecer em 2012?, opina. Em Navega, os cinco suplentes que podem ser promovidos a vereadores são Joel Couto (PMDB), Cicinho (PSDB), Luizinho (PT), Jardel (PR) e Darci (PT).

  •  

Deixe uma Resposta