• 28 set 2009
  • Postado por Tiago

fernando@diarinho.com.br

(47) 9124-1992

“Jornalista político é outra ilusão, porque, se jornalista for político, deixa de ser jornalista, preocupado em agradar a todos”, Juca Kfouri, jornalista

HONDURAS I

O Conselho de Segurança das Nações Unidas exigiu na sexta-feira que o governo golpista de Honduras encerre o cerco na embaixada brasileira em Tegucigalpa, onde há uma semana está abrigado o presidente legítimo do país, Manuel Zelaya, deposto pelos militares em junho. “O Conselho de Segurança condena os atos de intimidação e pede ao governo de Honduras que deixe de fustigar a representação diplomática”, disse a embaixadora americana Susan Rice.

HONDURAS II

O secretário-geral das Organizações dos Estados Americanos (OEA), o chileno José Miguel Insulza, manifestou mais uma vez apoio a Manuel Zelaya e elogiou a postura do Brasil, que acolheu o presidente na embaixada brasileira. “O governo do Brasil está atuando bem e atuou com o respaldo de toda, toda com letras maiúsculas, a comunidade internacional”, disse Insulza em entrevista ao serviço em espanhol da rede britânica BBC, a BBC Mundo.

MAIS UM I

A empresa J. Moreira Empreendimentos Ltda, aberta em 11/02/2009, logrou mais um contrato com a prefeitura de Itajaí. Desta vez, trata-se do contrato 034/2009/FMS, firmado dia 21 com a Fundação Municipal de Saúde, no valor de R$ 183.983,11, com vigência de 60 dias a contar da ordem de serviço inicial. O objeto do contrato é “execução de reformas em geral nas unidades de Saúde do município de Itajaí”. A empresa venceu licitação na modalidade tomada de preços.

MAIS UM II

Embora com menos de oito meses de existência, a J. Moreira Empreendimentos Ltda já venceu pelo menos quatro licitações na administração municipal itajaiense. Somados, os valores dos contratos ultrapassem o montante de R$ 850 mil. Sem dúvida, um “case” de sucesso absoluto no mercado, digno de ser estudado. Se a associação empresarial de Itajaí der a alguém que não seja o dono desta empresa o prêmio de empresário do ano, será uma tremenda injustiça.

DRAGAGEM

Permanece sem explicação o crédito adicional suplementar de R$ 9,4 milhões aberto pelo prefeito Jandir Bellini (PP) em favor da superintendência do porto de Itajaí, via decreto, para “execução de obras de dragagem”. Se a dragagem que iniciou os trabalhos no dia 7 foi contratada pela Portonave e pelo Teconvi por de cerca de R$ 3,5 milhões, por que a prefeitura abriu este crédito adicional? Ou será que essa grana toda é para pagar a draguinha Iguazu, que faz a manutenção?

CONSENSO

Davi Coelho deverá ser eleito, em novembro, o próximo presidente do diretório municipal do PT de Itajaí. Felipe Damo, o atual presidente, não vai concorrer novamente por ser, segundo ele, contra o instrumento da reeleição – o que imagino não o tenha impedido de votar no presidente Lula em 2006 e no ex-prefeito Volnei Morastoni em 2008. No governo Volnei (2005-2008), Davi Coelho ocupou o cargo de superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FME).

JUVENTUDE SOCIALISTA

Itajaí sediou, no fim de semana, o congresso estadual da União da Juventude Socialista (UJS), organização ligada ao PC do B. O encontro teve lugar na escola Nereu Ramos “É fundamental que os jovens socialistas dos municípios catarinenses possam discutir políticas estratégicas e chegar a um consenso sobre o ideal da UJS. Por isso, o congresso aqui em Itajaí é tão importante”, disse o vereador Marcelo Werner, presidente reeleito do diretório do PC do B de Itajaí.

PENHA

Os vereadores de Penha José Bastos (DEM), Benjamin Duarte (PMDB) e Jesuel Capela (PSDB) estiveram semana passada em Brasília para entregar projetos de interesse do município. O objetivo foi buscar recursos para pavimentação de ruas e aquisição de veículos. Eles visitaram gabinetes de parlamentares catarinenses, entre eles Paulinho Bornhausen (DEM), João Pizzolatti (PP), Gervásio Silva (PSDB), Décio Lima (PT), Edinho Bez (PMDB) e João Matos (PMDB).

SINUCA DE BICO

Segundo o blog do Tarcísio Weise, a queda de braço travada entre o prefeito Roberto Carlos (PSDB) e a Portonave sobre a questão da isenção fiscal tem deixado vereador de Navegantes numa sinuca de bico. É que tem vereador ou vereadora que diz amém tanto para o prefeito como para a Portonave e agora ficou numa encruzilhada: se votar contra o projeto de lei que acaba com a isenção fiscal, vai ficar mal com o prefeito; se votar a favor, fica mal com a Portonave.

  •  

Deixe uma Resposta