• Postado por Tiago

INTERNA_incêndio-iceport_divulgação-bombeiros-voluntários-de-Barra-Velha

Fogaréu detonou a geladeira gigante e praticamente tudo o que tinha lá dentro

A direção da Iceport, geladeira gigante que pertence ao porto de Navegantes (Portonave), começa a retirar hoje as 14 mil toneladas de cargas destruídas durante o incêndio ocorrido na quinta-feira da semana passada, dia 12. Até ontem à tardinha a empresa não havia revelado qual o destino das carnes de frango, de boi e de porco, mas deixou escapar que uma parte será levada para aterros sanitários de cidades da região e outra pode ser usada como matéria-prima para a fabricação de ração animal.

Ontem, aproximadamente 50 pessoas trabalhavam no local. Eram engenheiros e técnicos, muitos deles que ajudaram a construir a Iceport, que produzem um laudo sobre as possíveis causas do incêndio e fazem a avaliação do que foi destruído pelo fogo.

A previsão, informa Osmari de Castilho Ribas, diretor superintendente do Portonave, é que o laudo seja concluído em 30 dias. Ainda não há teorias sobre as causas do incêndio, afirma o chefão do porto dengo-dengo.

Castilho disse ao DIARINHO que ainda não há como estimar os prejuízos com a destruição da estrutura da Iceport, com a detonação da carga e com a supensão dos trabalhos da geladeirona.

Perigoso

A retirada da carga torrada começa hoje com guindastes especiais e reforço nas estruturas para evitar acidentes. No domingo houve uma tentativa de retirada, mas os trabalhos foram suspensos por determinação dos técnicos de segurança. Como há 11 andares de pallets, que são estruturas de madeira para depositar as caixas de carne congelada, havia o risco de desmoronamento da carga.

As 1500 toneladas que estavam na pré-câmara chamada picking e que não foram atingidas, já foram retiradas da Iceport. Elas estão estocadas no pátio do porto dengo-dengo em contêineres reefers, que possuem sistema de refrigeração e congelamento próprios.

Castilho informa que não há previsão para o início da reforma da Iceport.

Porto continua a todo vapor

Mesmo com toda a desgraceira, o porto de Navegantes continua a todo vapor. Para esta semana, a previsão é que atraquem 10 cargueiros no cais do Portonave. As operações portuárias foram paralisadas somente na quinta-feira, dia do incêndio. A medida foi tomada por segurança preventiva, já que a Iceport fica junto ao pátio do porto.

Em outubro, o porto de Navegantes movimentou 30 mil 938 contêineres. Uma bombada de 52% em relação ao mês anterior. A direção do Portonave diz que o crescimento da movimentação está relacionado com o aumento do calado do rio Itajaí-açu, que havia sido assoreado com a enchente de novembro do ano passado. Os trabalhos de dragagem permitiram nos últimos meses a entrada de navios com maior capacidade de carga.

  •  

Deixe uma Resposta