• Postado por Tiago

A comissão técnica de avaliação da gripe porca, montada em Balneário Camboriú pra definir ações de combate à doença, quer que o prefeito Edson Periquito (PMDB) declare situação de emergência no município. A medida ajudaria a pagar os médicos, comprar remédios e álcool gel sem precisar de licitação.

O pedincho rolou durante a primeira reunião da turma, formada por vereadores, representantes da secretaria da saúde, do hospital Santa Inês, do gabinete e da assessoria de imprensa do homem-pássaro. Além dessa medida, a comissão também quer que a vigilância epidemiológica pegue pesado nas bizolhadas em bares, restaurantes, igrejas, salões e bate-coxas, pra ver se tão seguindo a orientação de deixar álcool gel à disposição do povão e melhorar o esquema de ventilação.

Também ficou acertado que a tenda de triagem pra quem tá com o nariz pingando e sentindo dores no corpo, que foi montada na rua 1500, junto ao posto de saúde central, vai passar a funcionar 24 horas por dia, também nos finais de semana. Todos os dias, tão sendo atendidas em média 370 pessoas por ali. Não tá descartada a ideia de montar tendas de atendimento também nos bairros da city.

Até ontem, a vigilância do Balneário tava monitorando 24 moradores com suspeita de estarem contaminados com a porquinha, que tão em casa. Outras oito pessoas tão internadas no Santa Inês, e duas precisaram ser encaminhadas à unidade de terapia intensiva (UTI) do hospital porque tão em estado grave. Uma delas é uma grávida de Itapema. Os exames pra saber se os pacientes são vítimas da nova gripe têm demorado 20 dias pra chegar à Maravilha do Atlântico.

A prefa ficou de montar uma página na internet pra passar informações oficiais sobre as ações de combate ao vírus H1N1, e um tira-dúvidas sobre a gripe. A próxima reunião da comissão tá marcada pra próxima segunda-feira (17).

  •  

Deixe uma Resposta