• Postado por Tiago

A direção da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Balneário Camboriú usa o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para calcular o volume de vendas na cidade. Altamir Teixeira, presidente da CDL, explica que a comparação é feita pelo que retorna do tributo ao município. O ICMS é recolhido ao governo do estado e, por lei, uma parte volta para os cofres da prefeitura.

Em junho deste ano, Balneário Camboriú recebeu como retorno do ICMS R$ 2,408 milhões. No mesmo período do ano passado, o valor foi de R$ 1,865 milhão. Isso representa um aumento de 29,15%. “Mas não é o mesmo valor que reflete nas vendas porque aumentou a concorrência ou seja, o número de lojas na cidade”, esclarece o presidente da CDL. Para chegar ao cálculo final, a direção da entidade separa o percentual do imposto resultante da movimentação comercial e leva em consideração a instalação de novas lojas na cidade.

  •  

Deixe uma Resposta