• Postado por Tiago

INTERNA_16_abre-esquerda_---modem-da-claro_foto-brigitte-bardot

Pra protestar, botou até cartaz no vidro do carro denunciando a sacanagem

Nos vidros traseiros do carro do vendedor Henrique Jorge da Silva, estão colados dois cartazes com os dizeres: ?comprei banda larga Claro? e ?em 10 dias, fiquei oito sem internet?. O cara bolou o protesto pra manifestar a sua revolta.

Henrique comprou há um mês um aparelhinho chamado de modem, que é pra conectar seu computador à internet. Optou pela Claro, pois oferecia o melhor preço. Hoje, paga R$ 89,90 por mês pelo serviço, mas não conseguiu usar nem metade do que tem direito. Ele acredita que o aparelhinho de conexão banda larga que foi instalado na sua residência está com defeito e impede que a internet funcione direitinho. ?Parece que funciona só quando sopra o vento?, ironizou.

Como usa a net pro serviço de venda de móveis, buscou ajuda no telefone do suporte técnico da Claro. Numa primeira ligação diz que foi enrolado. Na segunda foi informado que não constava no sistema o defeito no seu aparelhinho. E, na terceira tentativa, foi engambelado pelo atendimento digital.

Semana passada buscou ajuda na loja da Claro em Balneário. ?Chegaram a mandar um dos funcionários ao meu endereço pra checar o problema, que ficou constatado?. A tal pessoa iria enviar um email pros chefões da empresa autorizarem os reparos no modem. Mas nada foi resolvido.

Sem saber pra onde mais pedir uma ajudinha, Henrique resolver mostrar o perrengue pra todo mundo. Bolou os dois cartazes e colou no vidro traseiro do seu Uno. Por onde passa, chama a atenção da galera que torce o pescoço pra ler o recadinho indignado. ?Foi a única forma que encontrei pra externar a minha indignação?.

Deve ir na Procon

Nena Amorim, chefona da Procon, diz que recebe várias reclamações contra empresas de telefonia que oferecem serviço de internet fajuta. Ela recomenda que Henrique dê um pulo na agência, das 13h às 19h, com os papélis da assistência técnica ou o protocolo de atendimento pelo telefone. ?Ele vem aqui, registra a reclamatória e terá 72 horas pra ter o problema resolvido?, diz Nena, explicando que se a empresa não reparar, pode até rolar uma multa pra operadora.

Sinal da Claro ficou capenga, diz vendedor

Guilherme Gugelmin, representante de vendas da Claro em Balneário Camboriú, foi quem visitou a casa de Henrique. Ele diz que a rede da operadora deu problema nos últimos 10 dias. Com o entrevero, a conexão do povão ficou capenga. ?Eles (técnicos) estão aumentando o nosso sinal em Balneário. E a Claro fez uma atualização na rede e ficou alguma coisa errada?, justificou.

  •  

Deixe uma Resposta