• Postado por Tiago

O pedreiro Ademar Gomes Corrêa, 48 anos, que trabalhava na demolição de uma casa, na rua Brusque, foi parar no hospital na manhã de ontem, com o braço direito quebrado. O coitado foi mais uma vítima de acidente de trabalho. A treta rolou na rua Brusque, no centro de Itajaí. Ele foi atendido pelos vermelhinhos e levado ao hospital Marieta Konder Bornhausen.

Passava das 10h quando o corpo de bombeiros da city peixeira recebeu o chamado do pessoal da obra pra atender Ademar, que tinha sido atingido por um pedaço de concreto. Chegando ao local, encontraram o pedreiro com o braço fraturado.

O pessoal foi contratado pra pôr a casa na chón e já tinha derrubado duas paredes quando aconteceu a cagada. Enquanto tentavam quebrar uma parede, um pedaço do concreto atingiu o coitado. Os bombeiros atenderam Ademar e levaram o trabalhador para o hospital, para tratar do braço quebrado.

Sindicato

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Construção Civil de Itajaí, José Carlos dos Santos, não tava sabendo do lance. Ele informou ainda que a entidade não fica sabendo da maioria dos acidentes de trabalho que rolam na city.

  •  

Deixe uma Resposta