• Postado por Tiago

INTERNA_13_abre-esquerda--calçada-ocupada-por-construção-camboriú--foto-brigitte-bardot-(3)

Carradas de areia, blocos de cimento e tijolos estão lá desde semana passada

A construção de um prédio de três andares em Camboriú tem tirado o sossego do leitor Antônio Geraldo de Paiva. Ele escreveu ao DIARINHO pra reclamar dos materiais de construção da obra deixados em cima da calçada da rua Vitor Juvêncio Mafra, no centrão da cidade.

Pro leitor, é muita sacanagem e folgação do dono da obra em deixar blocos de cimento, tijolos e carradas de areião sobre a calçada, atrapalhando a passagem dos pedestres. ?A gente tem que andar no meio da rua porque a calçada é pros blocos de cimento e a entrada da obra?, bufa.

No tapume da construção, tá fixada uma placa da empresa de arquitetura Staniczuk e Morimoto. O nome do secretário de Planejamento de Camboriú é Rodrigo Morimoto e Antônio desconfia que ele tenha relação com a obra.

O empreiteiro Paulo Reinaldo Canhoto, que tá tocando a obra, disse ontem pela manhã ao DIARINHO que os materiais foram deixados na calçada no finalzinho da semana passada e seus peões ainda não tiveram tempo de retirá-los de lá. Garante que até esta terça-feira tudo estará limpinho e o passeio de pedestres liberado. ?Só agora conseguimos botar isso tudo pra cima, mas até amanhã (hoje) estará tudo lá em cima?, prometeu. Quanto ao do tapume estar invadindo a calçada, Paulo diz que tem autorização da secretaria de Planejamento e o trambolho ficará por lá até a obra acabar.

Rodrigo Morimoto, chefão da secretaria de Planejamento, jura de mãozinhas postas que não tem nada a ver com o escritório de engenharia responsável pela obra abusada. Diz que é uma coincidência que firma de arquitetura tenha seu sobrenome.

O secretário admite ter conhecimento do abuso do abuso dos construtores e diz que já meteu uma notificação pra cima do responsável. ?O proprietário tem prazo de 48 horas pra proceder a retirada do material?, afirma. Caso os materiais não sejam tirados de lá, a prefa fará o recolhimento e levará tudo pro depósito do município, além de carcar uma multa pra cima dos folgadinhos.

  •  

Deixe uma Resposta