• Postado por Tiago

O ano de 2009, justamente o do centenário do Coritiba, é pra ser esquecido por torcedores, jogadores e dirigentes do clube paranaense. Não bastasse ter sido rebaixado à série B do Brasileirão, o Coxa foi punido por unanimidade, na noite de terça-feira, com a perda de 30 mandos de campo e multa de R$ 610 mil pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), por causa da selvageria de sua torcida, que agrediu policiais, invadiu o campo e quebrou todo o estádio e redondezas, depois do jogo contra o Fluminense, que rebaixou o Alviverde.

Após quase quatro horas de julgamento, o Coxa foi enquadrado nos artigos 213 e 211 e absolvido no artigo 233 do código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBDJ). A punição deve ser cumprida em competições nacionais organizadas pela confederação Brasileira de Futebol (CBF), como a série B e a Copa do Brasil. Com isso, o Coxa está livre pra jogar no Couto Pereira no campeonato Paranaense de 2010, mas seu torcedor terá que viajar pra ver o time em competições da CBF, no ano que vem e também em 2011.

O Coritiba foi denunciado três vezes no artigo 213 (deixar de tomar medidas capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto), pela invasão de campo, pelo tumulto provocado por torcedores e pelo quebra-quebra. Pra cada denúncia foi pedida a pena máxima, de perda de 10 mandos, fechando os 30 jogos longe de casa. Além disso, foi aplicada uma multa de R$ 600 mil (R$ 200 mil pra cada incidência no referido artigo).

O Alviverde também foi punido no artigo 211 (deixar de manter o local que tenha indicado para realização do evento com infraestrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização), que prevê a interdição do estádio até a liberação da CBF. Sem falar na multa máxima de R$ 10 mil.

O clube só foi absolvido no artigo 233 (deixar de cumprir obrigação legal por fato ligado ao desporto), já que o STJD entendeu que o Couto Pereira atendia as exigências do Estatuto do Torcedor. Se recebesse essa pena, o Coritiba teria de pagar mais R$ 10 mil.

  •  

Deixe uma Resposta