• 14 ago 2009
  • Postado por Tiago

Futebol x Parada Gay

O calendário da CBF confirma pro dia 6 de setembro a partida entre Avaí e Internacional, às 18h30, no estádio da Ressacada. Neste mesmo horário estará bombando na avenida Beira-mar a Parada da Diversidade. Alguém já pensou no nó que irá ficar a cidade principalmente no quesito trânsito? E a polícia vai dar conta de segurar os ânimos? Um boato maldoso diz que se o jogo do Leão fosse contra o São Paulo não teria sequer um torcedor adversário na Ressacada.

Empurrãozinho celeste

INTERNA-COLUNA-PAG-23---s---corneta-esportiva-004---guru-Johnny-Monteiro-foto-rubens-flores-13ago09

Johnny Monteiro não tem procuração divina, mas é ele quem tá por trás do comando espiritual de parte da comissão técnica e de jogadores do Avaí. No currículo, o guru tem outros ?clientes? como René Simões e Kaká. Amigo do técnico Silas há décadas, Johnny tem participado de encontros semanais com a equipe azurra. Matéria com Johnny foi publicada na quarta-feira, no Estadão, e causou surpresa em quem não sabia que Silas sempre foi religioso e ligado às boas maneiras.

Sai pra lá inhaca!

Após a terceira derrota seguida, o técnico Roberto Fernandes parece firme no cargo. Há três jogos que o time mostra-se apático e desencontrado. Pra piorar, o talento de alguns jogadores não tem conseguido sair do vestiário. E quando a bruxa tá solta até os ídolos são atingidos pela maldição. O goleiro Wilson falhou feio contra o Bragantino e, sem justificativa, Rafael Coelho foi expulso no mesmo jogo. Se a uruca tiver validade prolongada não vai ter mandinga que dê conta de fazer o time ganhar amanhã de um tal Duque de Caxias. Se cuida Fernandes, tua batata tá quase assada.

Coqueluche, só se for a doença

A nova ?coqueluche do futebol catarinense? deixou seus torcedores ?tossindo? de raiva na estreia da equipe pela divisão de acesso do estadual. A Portuguesa de Navegantes, que ganhou seus primeiros pontos sem entrar em campo e era tratada pela sua assessoria como a bambambã da competição, perdeu em casa pro Santa Catarina. Por enquanto, a Lusinha só pode ser tratada como coqueluche se for espelho daquela tosse convulsiva.

Esquecemos dos amistosos

Jornalista Alceu Atherino, assessor de imprensa do Avaí, mandou e-mail à coluna corrigindo a nota publicada na terça-feira. Na contabilidade sobre o desempenho do técnico Silas, ficaram de fora da soma os dois amistosos que a equipe realizou contra o Grêmio e o Juventude. Com isso, sobe pra 90 o número de jogos sob o comando de Silas. São 45 vitórias, 18 derrotas, 27 empates, 166 gols anotados e 94 tomados. O saldo de gols é de 72. Da mesma forma, continua sendo um baita comandante. E a gente fica é feliz, afinal, além das nossas mães, leitoras fiéis, tem gente que também tá acompanhando a coluna feito tia véia que não perde uma reprise da Sessão da Tarde.

Será que a família libera?

É ano de eleição no Avaí e das arquibancadas a expectativa é que o presidente João Nilson Zunino seja reconduzido ao cargo. ?A alternância de poder é sadia. Porém se acharem que devemos continuar com este trabalho, coloco meu nome à disposição. E que a minha família não saiba disso?, brinca o empresário também bem sucedido fora dos gramados, que conseguiu em dois mandatos levar o Avaí à série A do Brasileirão após 30 anos.

  •  

Deixe uma Resposta