• 22 jan 2010
  • Postado por Tiago

esporte@diarinho.com.br

Cheiro de leite

Rodrigo Thiesen foi expulso no jogo contra o Juventus por uma entrada sacana no jogador adversário. Certamente ele não será titular no Avaí nesta temporada. Tava ali mais pra pegar um pouco de experiência e guardar lugar enquanto os tais titulares não ficam no jeito. Ia bem até ganhar o cartão vermelho.

Superação

Gurizada do Avaí sai de cena sábado, contra a Chapecoense, pra entrar os mais experientes. Mas não dá pra dizer que não fizeram por merecer. Com um a menos, correram atrás do prejuízo e trouxeram pra casa um ponto. Se o time fosse nosso, a gente deixaria o goleiro Renan, o zagueiro Rafael e o volante Jhonny. Medina, Odair e Cristian ainda não mostraram aquilo que a gente sabe que eles conhecem de futebol.

Até que enfim!

Péricles Chamusca enfim assume o comando do Leão. Será no jogo contra a Chapecoense, sábado. O estádio da Ressacada promete ferver!

Vai desandar?

A apreensão do torcedor do Figueirense deve estar mais pra fora do que pra dentro de campo. Essa briga entre conselho deliberativo com a Figueirense Participações tem tudo pra abalar a estrutura de futebol. Ninguém se assuste se o Alvinegro chegar ao fundo do poço. Filme parecido já assistimos com Joinville e Criciúma.

Tenta remediar

Erasmo Damiani, gerente de futebol do Figueira, tenta passar tranquilidade ao time enquanto o rolo tá armado. “Eles têm que estar com a cabeça voltada única e exclusivamente para o futebol. Se você não falar nada para o jogador eles começam a ouvir uma coisa aqui, outra ali e não consegue processar o que está acontecendo. Eles têm que se preocupar em jogar futebol”, disse ele.

Mais um véinho no Catarinão

Depois de Sávio no Avaí e do Viola no Brusque, chegou a vez de o Joinville anunciar o seu veterano conhecido pro campeonato. É o lateral-direito César Prates, que tava curtindo as férias com a família num baita apartamento que tem na avenida Atlântica, em Balneário Camboriú. O último time dele foi a Portuguesa/SP. Enquanto isso, o atleta de Cristo matava a saudade da bola jogando as famosas peladas de fim de ano. Ele jogou no amistoso que teve no Marcílio Dias e outro do Diego Tardelli, em Camboriú. É uma boa pro JEC!

  •  

Deixe uma Resposta