• Postado por Tiago

Policiais de São José investigam o assassinato de Taison Adilson de Souza, 22 anos. O corpo do rapazote foi encontrado ontem de madrugada no bairro Potecas, em São José, na Grande Floripa.

Após o assassinato, Taison foi desovado pelos matadores no lixão do bairro. O corpo foi encontrado por catadores de materiais recicláveis, que levaram um cagaço quando foram mexer no lixão. Eles chamaram os homisdalei, que pediram ajuda pros técnicos do instituto médico legal para levar o cara pra geladeira.

Taison estava com uma marca de pancada na cabeça e várias facadas pelo corpo. O cara já tinha ido em cana por furto. De acordo com a polícia, a mão direita da vítima quase foi decepada, um sinal comum de vingança contra ladrões, o que leva a crer que ele tenha voltado a roubar.

Como o defunto tava fresquinho, a polícia acredita que ele tenha sido jogado no aterro domingo à noite. Até o fechamento desta edição, ninguém tinha aparecido pra reconher o corpo e os tiras não têm qualquer pista que possa ajudar a identificar quem cometeu a crueldade.

A polícia não descarta a possibilidade de Taison ter se envolvido com tráfico de drogas e de ter sido este o motivo de sua morte. Os homis também acreditam que um grupo de justiceiros possa estar agindo na região, pra resolver com as próprias mãos a onda de furtos que tão ocorrendo nos bairros de São José.

A polícia tenta, agora, descobrir se Taison tinha família na região da Grande Floripa.Os tiras pedem para quem tiver qualquer tipo de informação que possa ajudar a chegar aos matadores, que entre em contato pelo disque denúncia da polícia civil pelo telefone 181. Não precisa se identificar.

  •  

Deixe uma Resposta