• Postado por Tiago

CAPA-ABRE-g---Greve-dos-Correios

Carteiros continuam de beicinho

A greve dos funcionários das agências dos Correios, principalmente dos carteiros, completou dois dias ontem e a partir de agora o negócio só tende a feder. Pra evitar que o povão, que não tem nada a ver com o perrengue, sofra aquele prejuízo inesperado, a Procon de Itajaí divulgou dicas de como fugir dos juros por atraso no pagamento de contas que chegam por correspondência.

O órgão de defesa do consumidor alerta que os primeiros passos são ficar ligado no dia do vencimento das faturas e fazer um contato com a empresa que enviou a conta. O Procon garante que é uma obrigação da empresa que manda cobranças por correspondência, disponibilizar outra forma de pagamento que seja de fácil alcance ao consumidor, como internet, fax e depósito bancário.

Pra quem contratou os serviços dos Correios e já tá sofrendo com o atraso na prestação do trampo, a dica é procurar a empresa pra tentar num primeiro momento um acordo verbal, pedindo ressarcimento ou abatimento do valor pago. Caso o perrengue não seja resolvido, o Procon deve ser acionado.

Adesão aumenta e greve continua

A assessoria de imprensa dos Correios em Santa Catarina informou que de quarta pra quinta-feira a adesão ao manifesto aumentou em 3% no estado. Até ontem a tarde 12% dos quatro mil funcionários da empresa estavam parados.

A entrega das correspondências começa a ser afetada e como forma de precaução, as agências cancelaram o serviço de Sedex. Mesmo assim, a assessoria de imprensa dos Correios garante que por enquanto a possibilidade de se contratar carteiros e outros trabalhadores temporários, está descartada.

Alberto Manoel Machado, secretário do sindicato dos trabalhadores empregados nos Correios catarinenses, disse que uma proposta foi feita aos funcionários, mas rejeitada no estado pela classe. ?A empresa ofereceu 9% de reajuste, mas aqui em Santa Catarina o aumento não foi aceito. Nós vamos seguir com a greve por tempo indeterminado?, avisa.

  •  

Deixe uma Resposta