• Postado por Tiago

Galera nunca ouviu falar em poda e decepou a pobrezinha da planta

O vigilante Ervino Bernardo, 43 anos, passou o fio pro DIARINHO pra dizer que tá dicara com o que foi feito no postinho de saúde do loteamento Nilo Bittencourt, no Rio Bonito, bairro São Vicente, em Itajaí. Ele sempre achou bonita uma árvore plantada no pátio do posto, a sarandi. Nessa semana, ele notou que a planta tinha sumido. ?Fui conversar com o pessoal do postinho e eles disseram que foi preciso tirar porque tava estorvando?, conta o cara, inconformado.

Ervino é morador do loteamento. Ele sempre passava em frente ao local admirando a árvore. O vigilante viu que o pé tinha sido derrubado somente na quinta-feira, quando foi à policlínica marcar uns exames pendentes. ?Eu não acreditei. Era bonito?, elogia.

Querendo saber o que tinha acontecido, ele questionou um funcionário do posto de saúde. A pessoa explicou que a árvore tava incomodando e que, por isso, foi derrubada.

Foi pra benefício

O enfermeiro-coordenador do posto do Rio Bonito, Gemil Erlandes Pereira do Vale, afirmaque a medida foi necessária. Ele disse ainda que os galhos da árvore atrapalhavam o uso do orelhão. ?As pessoas reclamavam que tavam com dificuldade de utilizá-lo?, acrescentou.

Outro motivo pro corte foi que o posto vai passar por uma reforma em breve, então possivelmente a árvore já ia ter que bailar. ?Além disso, a árvore só tinha galhos, não fazia sombra?, concluiu o enfermeiro.

A planta era uma phyllanthus emblica, a popular sarandi, conhecida árvore de porte pequeno nativa da Ásia tropical e cultivada como medicinal no continente asiático.

  •  

Deixe uma Resposta