• Postado por Tiago

Escola de samba peixeira homenageia farmacêuticos, como o Maneca do Marcílio

abre-p1

Os ensaios rolam nas quartas, à noite

?De boticário à farmácia, meu remédio é o Marcílio? é o enredo da escola de samba Michel Curru, do Bambuzal, em Itajaí. O samba-enredo é de autoria de Ricardo Luiz Trindade e Rafaello Góes, e relembra como era difícil, antigamente, ter acesso a tratamento médico. Com dois carros alegóricos e 214 integrantes divididos em sete alas, a escola resgata a trajetória dos remédios, desde as mandigas indígenas, até os farmacêuticos, e puxa a brasa pro Maneca do Marcílio.

Seus causos, tanto como boticário quanto como massagista do time peixeiro, vão ser cantados em ritmo de samba. Maneca, 78 anos, começou a vida profissional atrás do balcão da farmácia Brasil, como aprendiz, em 1946. Um dia, um amigo pediu pra ele dar uma força num jogo de futebol como massagista, e daí em diante nunca mais largou a função. A farmácia ficava na Heitor Liberato.

O carnavalesco da escola é o Max Reinert, mais conhecido pela galera do teatro. O desfile das escolas de samba rola no 13 de fevereiro, na avenida Beira-rio, a partir das 22h.

  •  

Deixe uma Resposta