• Postado por Tiago

Dia 6 de janeiro de 1998

O episódio recente da eleição da Mesa da Câmara Municipal de Itajaí, quando a bancada do PFL e o próprio partido demonstraram maturidade, coesão e objetividade, poderá ser a abertura de um novo papel que o partido (como partido mesmo) e sua bancada à Câmara poderão desempenhar daqui pra diante.

vvv

Todo mundo sabe que a renúncia do vice, João Macagnan, e sua ausência reiterada da cidade, deixaram uma lacuna dentro do Paço, onde o prefeito Bellini ficou refém da indiarada do PPB, que justo representa o que de mais ruim, deletério e burro em política existe dentro daquela agremiação.

Macagnan, por seu prestígio inegável, por sua habilidade reconhecida e por sua “classe” aparava arestas, arrumava burradas e compunha, às vezes, o indecomposto. Macagnan era, poder-se-ia dizer sem ofensa, um “espantalho” pra indiarada do PPB no Paço.

vvv

Com a saída do Macagnan, a bancada do PFL e a direção local do partido poderão ocupar esse espaço que ele ocupava nesse importante papel moderador.

E isto seria benéfico, seria positivo, pois possibilitaria um diálogo permanente e necessário entre o prefeito Jandir Bellini e seus parceiros de governo do PFL.

Vamos esperar que isso aconteça.

  •  

Deixe uma Resposta