• Postado por Tiago

Dia 26 de novembro de 1998

Diz o velho ditado que quem tem cu tem medo. Já o Doro de Nova Trento diz que quem come de porta fechada tá comendo comida roubada. Se tão com medo dos camelos, ou porque não estão com sua consciências tranquilas, a verdade é que, pra votação de hoje da transferência do Campilódromo, os vereadores de Balneário estão tomando providências absurdas.

xxx

Por exemplo: a sessão vai ser feita a portas fechadas. Como uma mulher da vida fecha a porta para dar. O policiamento será reforçado. Além de todo o efetivo do Euclides, vão vir policiais de Nova Trento, Campinas, Laguna e Pelotas. Toda a quadra onde está instalado o legislativo será vigiada pela polícia e, lá dentro só terão acesso os vereadores, suas mulheres (só as legítimas, amiga não pode), funcionários graduados, médicos de plantão (fora o Lorenzatto), o pessoal do IML, os limpadores de jaula da Santur e um Padre Confessor, ainda não credenciado pelo bispo. O helicóptero Águia II, lá de cima, vai ficar fazendo a proteção aérea. O pessoal da imprensa vai fazer a cobertura diretamente do Cristo Luz, por medida de segurança.

xxx

Ontem, a mesa de câmara tinha pedido uma liminar, decretando a prisão preventiva de todos os camelôs de Balneário, inclusive parentes diretos, até a terceira geração.

O presidente da Câmara, falando ontem ao megafone com o nosso repórter xilodrógafo e chimicadelo, Zé Fodminha assegurou que a seção vai transcorrer num clima de muita ordem. No que foi apoiado pelo seu assessor de imprensa, o Tigrão…

xxx

NdaR: O DIARINHO apurou na última hora que aquele guarda herói do Bamerindus de Camboriú, que acabou com o bandido-assaltante, foi contratado especialmente para dar cobertura hoje para os componentes da mesa da Câmara Municipal de Balneário Camboriú.

  •  

Deixe uma Resposta