• 30 jun 2009
  • Postado por Tiago

Não tem mais inveja do Pradi

Dia 19 agosto de 1998

Todo ano que tinha eleição e começava essa chorumela de propaganda gratuita na tevê, eu tinha uma puta inveja do meu vizinho e amigo Antônio Pradi.

É que o Pradi tinha aquela puta antenão parabólico no quintal de sua casa e, quando o politicaredo começava a cagar sentença e dizer babaquice na sua telinha, ele ligava o antenão e ficava vendo mulher pelada na Espanha, filme de faroeste italiano, narrativa de viagens do Chile ou touradas no México.

E eu, pobre mortal, tinha que, ou desligar a minha velha tevê preto e branco ou fazer que não via a cara dos candidatos e as bobagens que os putos diziam.

Hoje, isso já não acontece. Começa a chorumela, eu passo pro meu Direct TV e, ao invés de cara de bunda de candidato, fico vendo corista de perna de fora na tevê francesa, o totó no Eurocanal ou futebol no Espanhol…

Não tenho mais inveja do Pradi.

Agora tem uma coisa: o programa eleitoral gratuito é a merda que é por culpa da justiça eleitoral. O sujeito é candidato, tem tantos minutos pra falar, devia poder chegar, dizer o que bem entendesse, contar tudo. Dizer que o oponente dele é ladrão, sacana, vigarista, o caraco.

XXX

Mas não pode!

A justiça eleitoral – que ainda não contaram pra eles que não tem mais censura no Brasil – fica enchendo o saco dos partidos e candidatos, e faz duma programação que poderia ser no mínimo pitoresca e divertida, uma bosta.

XXX

Espremidinhas

Me contaram que o Tigrão fez uma pesquisa na 99, pra saber o que é que a galera fazia durante o programa gratuito eleitoral da tevê. Só que o Tigrão não pôde dar o resultado. As respostas eram muito malcriadas pro programa dele. 78% disseram que aproveitavam para ir cagar. 21% pra mijar e 1% pra relaxar e gozar.

  •  

Deixe uma Resposta