• 10 jul 2009
  • Postado por Tiago

A praga dos “entendidos” do trânsito

Dia 11 de setembro de 1998

Há anos e canos este DIARINHO seu de cada dia e cada dia mais dia, critica os sucessivos governos municipais de Itajaí pelo amadorismo com que se conduzem em matéria de engenharia de trânsito.

Em Itajaí eles mexem no fluxo dos veículos, instituem mãos e contra-mãos de direção, mudam o fluxo de importantes vias, invertem, fecham o trânsito em ruas e avenidas, fazem mudanças nas vias, o caralho. Tudo tocado de ouvido, tudo na galega, tudo feito pela praga dos armadores que eu chamo de “entendidos”.

  

E isso é velho no Itajaí. Vem do tempo que até o Milinha dava palpite no trânsito e botou até uma sinaleira privativa pra ele entrar e sair de casa. Lembram?

  

Infelizmente, o atual governo tá caindo na mesma ramaceira dos anteriores. Pior ainda, porque, com a incompetência e despreparo flagrantes do pessoal atual do setor, a previsão que se pode fazer é das mais alarmantes.

  

Meses atrás, deram a público que tinham contratado uma mulher engenheira parece que do Mato Grosso, para pesquisar, estudar, planejar e executar mudanças no trânsito da cidade. Diziam ser a guria uma das maiores especialistas do Brasil, coisa que eu duvido, que, justo no Mato Grosso, exista alguma especialista em engenharia de tráfego. Lá pode ter muitos e muitas, mas de tráfico.

Só se espera que essa não seja mais uma das contratações misteriosas da gang do Detran.

  

Mas, infelizmente, não se falou mais nada sobre o assunto, o que dá a entender, que, a especialista do Mato Grosso, já era.

  

Mas o pior é que, agora os “entendidos” estão estreitando vias e até ameaçando de inverter o fluxo de veículos como é o caso da Transilvânia. Que, aliás, tá fazendo lembrar a estória do diabo, que tanto mexeu no olho do filho que…

Vejo, apreensivo, que tão mexendo tanto na Transilvânia, que vai acabar não restando lugar pra ninguém passar.

  

Gente! É preciso juízo. Com a coisa pública não se brinca. O dinheirinho suado que o povo paga de impostos para ser investido em serviço público, deve ser gasto em coisas essenciais, não em micagens.

  

Vamos esperar que o prefeito Jandir Bellini, com o seu bom senso, fique de olho aberto e de pé atrás, com tudo que essa tchusma de “entendidos” está lhe sugerindo.

  •  

Deixe uma Resposta