• 04 ago 2009
  • Postado por Tiago

O turismo de outubro

Dia 15 de outubro de 1998

A discussão da bagunça que reinou em Balneário e na região, depois que a horda de bardeneiros para aqui veio no último feriadão, periga render.

vvv

O setor de turismo da prefeitura culpa a polícia, que, confessadamente, agiu com negligência ao não reforçar o policiamento da cidade durante o feriadão.

O major Euclides, chefe de policiamento, diz que fez o que pôde com o diminuto contingente que dispõe.

O povo reclama, com razão, que sofreu com a baderna dos arruaceiros e acusa a polícia de não ter atendido aos pedidos de providências.

Este é o quadro.

vvv

A prefeitura, ao oficiar para PM pedindo reforço de contingente, acha ter feito tudo. Teria?

O comandante do policiamento acha que, com o que tem nas mãos, fez o que pôde. Fez?

E o povo… sobre cujo lombo a porrada sempre cai, este sim, tem carradas de razão pra reclamar de prefeitura e polícia. Que delas não recebe um serviço sequer aceitável.

vvv

A culpa, no caso, pela baderna, não é da prefeitura. Que, nesta hora, não pode escolher turista. Tem que aceitar o que vem. Que turista classe A não vem pra Balneário ou pro Gravatá. Vai pras baleares, pra Cancun ou pras Margueritas. Pra cá vem isso que veio agora em outubro.

vvv

A culpa não é do Major Euclides, coitado, que nem dorme à noite, tentando arrumar a coisa aqui, ali e acolá.

vvv

E sequer é do povo que tem o direito sagrado de botar a cabeça no travesseiro e dormir a noite inteirinha, pra no outro dia trabalhar. Ou que tem o direito de curtir a praia, sem levar uma lata de mijo na cara.

vvv

A culpa não é do coitado da PM, o soldado que tá lá, na rua, ganhando um salário de merda, sem ter até hoje recebido o décimo terceiro.

vvv

A culpa é do governo de merda que temos aqui em Santa Catarina, que jamais priorizou a segurança do seu povo. Que permitiu o sucateamento, tanto da PM quanto da Polícia Civil. Governo que botou à frente da secretaria de segurança respeitável senhora que, no entanto, demonstra de segurança entender picas.

vvv

Agora, o que a comunidade de Balneário, através prefeitura, vereadores, clubes de serviço, entidades de classe e todas as suas forças vivas tem de fazer é exigir dos novos governantes que vêm aí, a segurança a que todos nós temos direito. Que não é favor, é direito fundamental e básico.

  •  

Deixe uma Resposta