• Postado por Tiago

Dia 05 de janeiro de 1999

O partido PFL saiu ontem engrandecido do episódio da eleição da Mesa da Câmara Municipal de Itajaí.

O partido foi coeso, firme, exigiu do PPB o cumprimento de acordo feito e homologado, inclusive pelo prefeito, e soube se sobrepor até às ameaças, as claras e as veladas, de gente do PPB, tipo Pisseti, Gern e Gazaniga, por exemplo.

Não obstante, exigiu o cumprimento do acordado ainda no sábado, em exaustiva reunião, da qual participaram além do prefeito e dos membros da bancada do governo, o secretário João Macagnan.

vvv

Só que na hora do pau, gente do PPB, agindo só podendo ser à revelia do prefeito, que é um homem de palavra, roeu a corda.

Aliás, esses pepebistas “bugres em política” já vinham maquinando essa sacanagem há muito tempo.

vvv

Há mais de 90 dias, o jornalista Paulo Camisotti publicou no seu semanário que o hoje vereador, Isac Ribas, numa reunião social, tomara um puta porre e cantando basófia, deu todo o enredo: o PPB adquiria o mandato de Nilton Germano, com isso, ele pasaria a condição de vereador titular, para concorrer à eleição da presidência.

Quem duvidar, que recorra ao arquivo do jornal do Paulo.

E foi dando curso a essa maquinação adrede preparada (repetimos e apostamos, à revelia do prefeito Jandir Bellini) que chegamos ao dia de ontem. Quando o PPB deu a demonstração de ser um partido que não cumpre aquilo o que avença.

vvv

Por isso, saiu do episódio raquítico, esquelético, desmoralizado, tendo que engolir um jacaré, e dos grandes.

vvv

E engoliu jacaré, sem tempero nem porra nenhuma, pois Pisseti, presidente do partido, disse mais de uma vez ontem pela manhã, no microfone da Clube, que não admitia sequer discutir a presença de vereador do PMDB na Mesa.

Quem duvidar que peça ao Dário a gravação da entrevista.

vvv

Como quem diz bobagem come mosca, Pisseti teve que no final da estória, engolir o moscão indigesto do Marcos Silveira como 1º Secretário da Mesa.

vvv

Que o episódio de ontem sirva de lição para essa bugralhada do PPB.

Que política se faz com hombridade, acima de tudo, com honestidade e lealdade.

  •  

Deixe uma Resposta