• Postado por Tiago

Dia 11 de março de 1999

Como amigo do prefeito Jandir Bellini e pessoa que notoriamente o apoiou na campanha política que o levou no Paço, começo a me preocupar com a série de denúncias que tem chegado ao jornal, não bem ou sequer satisfatoriamente respondidas pelo órgãos competentes do governo municipal de Itajaí.

xxx

Preocupo-me mais porque, com a saída de Macagnan do Paço e com exceção de um secretário apenas, Bellini ficou refém de um plantel de gente notoriamente despreparada e politicamente inepta, que está levando seu governo para o buraco.

xxx

Aliás, quem lá do pódio de vereador mais votado de Itajaí define muito bem o secretariado que atua hoje no Paço é o subprefeito do São Vicente, o “PhD” em política itajaiana, Eloi Camilo da Costa, quando os chama de “caçadores de recompensa”.

xxx

Evidentemente, denúncias como a feita ontem, de um autêntico fantasma ter percebido salários de secretário sem sê-lo, e até hoje não respondidas, pegam mal, justo na hora em que o governo municipal corta serviços essenciais de saúde, condução de escolares, atendimentos em creches, entrega de sacolões etc. Ou quando acontecem coisas, como aconteceram nesta terça-feira, quando a máquina da prefeitura só teve condições de trabalhar depois que um cidadão pagou o óleo combustível do seu bolso.

Fica feio.

Primeira impressão equivocada

Evidentemente, o DIARINHO reconhece hoje que aquela primeira impressão expendida até mesmo aqui nesta coluna, de que com a mudança do comando da PM local seus serviços melhoraram, era equivocada.

A quantidade enorme de queixas e reclamações que nos chegam de todos os cantos da cidade e de municípios vizinhos, agravadas por recentes fatos ocorridos no Cadeião do Matador, demonstram, afinal, que as coisas não vão bem e estão piores do que sempre estiveram. Aliás, estão piores do que no tempo do coronel Rombacher.

O que é uma pena.

  •  

Deixe uma Resposta