• Postado por Tiago

Dia 06 de março de 1999

Sabem aquela estória do lixão que o Gaya quer fazer lá na beirada da BR-470, na Pedra de Amolar?

Pois o promotor de Justiça, Márcio Conte Jr., e a polícia Ambiental de Blumenau foram lá e acabaram com a festa.

xxx

É que, terça-feira, atendendo abaixo assinado de mais de 900 assinaturas, o promotor pedira à polícia Ambiental que fosse lá e visse o que tava havendo. Se a cambada do Gaya estivesse bulindo com o lixão, que acabasse com a sacanagem.

Pois foi blaft bluft.

Quinta-feira a polícia Ambiental não contou tempo. Foi lá e botou pra correr a cambada de safado do Gaya que, não obstante o embargo da Fatma, tava lá trabalhando no lixão.

xxx

A atitude do dr. promotor e da polícia Ambiental acabou com um blablablá que vinha ocorrendo há tempo.

É que o Gaya entendeu de fazer um lixão em local impróprio.

O povão berrou. A Fatma embargou.

Mas, como foi no governo do Paulo Afonso (quando tudo que era putaria era válida) que o embargo foi levantado, o Gaya começou a bulir no lixão.

xxx

Por isso, o povão da Pedra de Amolar, graças à intermediação do DIARINHO, entregou abaixo-assinado ao secretário do Meio Ambiente, João Macagnan, denunciando a treta do Gaya.

  •  

Deixe uma Resposta