• Postado por Tiago

Dia 11 de dezembro de 1998

Como diria o Doro de Nova Trento, só “cum pau nus cornus” dos caras do sindicato de alibabás (aquela cooperativa que fatura em cima da prefeitura de Itajaí) que foram lá no Morro da Cruz e acabaram com a erva cidreira que ocupava as margens da rua.

Neguinho queria fazer um chazinho, ia lá.

Agora, fodeu-se a porca, porque os caras devastaram tudo.

O Morro da Cruz era uma beleza. Desde mais ou menos 1984, 85, o seu Zuza (sozinho) cuidava do Morro. Limpava a rua, capinava o mato, desentupia ralo, enfim, o seu Zuza mantinha o Morro da Cruz que era uma beleza. Além disso, por seu humor, sua educação, era um amigo, um anjo da guarda dos moradores do Morro.

Mas, quando o atual governo municipal de Itajaí teve a infeliz ideia de colocar a cooperativa dos gatos a trabalhar pra prefeitura, dispensaram o seu Zuza… Sem dó nem piedade.

Dali em diante, de vez em quando aparece um bando, uma horda de vândalos, que limpam o Morro como a cara deles, fazendo essas cagadas que fizeram, acabando com a cana-de-cheiro. E outra coisa: nos seus mais de 10 anos trabalhando no Morro, o seu Zuza jamais usou veneno. E, segundo me disseram, a horda atual que faz esse trabalho tá usando aquela merda pra matar capim. Que eles deveriam comer e não matar.

NdaR: a partir dessa edição o DIARINHO vai publicar a relação dos carangos multados em Itajaí.

  •  

Deixe uma Resposta