• Postado por Tiago

Projeto quer que consultas e exames sejam feitos em uma semana pros pacientes com 65 anos, mas Dalva acredita que não vai rolar

O vereador Renato Ribas (PSDB) protocolou na câmara um projeto de lei que obriga o município a fazer os exames médicos pros velhinhos acima de 65 anos em, no máximo, sete dias. Mas a secretária da saúde e também vice-prefeita, Dalva Rhenius (DEM), já jogou um balde de água fria no parlamentar e diz que a ideia não vai sair do papel. “Eu criei um projeto de lei desse na gestão passada e acabei desistindo depois de analisar o caso. Muitos exames são feitos fora da cidade e não tem como estarem prontos no prazo de uma semana, como prevê o projeto de lei”, afirma.

Dalva falou que os velhinhos têm prioridade no atendimento nos postinhos da cidade, mas que garantir todas as consultas e exames no prazo de sete dias é missão impossível. “Eu acredito que esse projeto de lei não vai passar pela câmara de vereadores. Se os exames fossem todos feitos dentro de Itajaí, até haveria possibilidade, mas não tem como”, falou a secretária.

Atendimento diferenciado

O vereador Renato Ribas já deu entrada no projeto de lei e acredita que ainda este mês a ideia vai pra votação no plenário. Ribas contou que a intenção é proporcionar um atendimento diferenciado na rede de saúde pública pros idosos com 65 anos ou mais. O projeto prevê que todos os exames e consultas sejam feitos no prazo máximo de uma semana e a fiscalização do cumprimento da lei seria feita pelos próprios velhinhos.

Os postinhos, laboratórios, clínicas que desobedecerem às determinações da lei, caso ela entre em vigor, serão punidos com advertência, afastamento provisório ou definitivo de seus dirigentes e cancelamento do convênio com o município.

  •  

Deixe uma Resposta