• Postado por Tiago

Enquanto o governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) enchia a boca ontem à tarde pra confirmar que vai pagar metade do 13º da barnabezada em julho, a puliçada da Santa & Bela se espremia de agonia por conta da possibilidade de perder os benefícios que recebem desde 2003 e ter até o salário reduzido em 20% em junho.

Foi publicada na sexta-feira passada a decisão que considerou inconstitucional dois artigos da lei que criava um abono pros policiais. O Supremo Tribunal Federal entendeu que policiais civis e militares, agentes prisionais e monitores não têm direito a receber um adicional de R$ 290 e ter os salários vinculados ao dos delegados.

Quem motivou a discussão e depois a ação judicial foi a associação dos delegados da Santa & Bela, por entender que a categoria tem dificuldade em negociar reajuste de salários porque isso desencadeia reajuste pra todos os servidores da segurança que ganham menos do que eles.

Segundo o vice presidente da Associação dos Praças (Aprasc), Elizandro Londin, se o governo não tomar uma atitude rápida, a próxima folha poderá vir com redução de 20% no salário. “O governo tem que tomar uma providência até o dia 15 de junho, quando a folha começa a ser rodada”, avalia.

O secretário de segurança pública, Ronaldo Benedet, comentou ontem que as secretarias da fazenda e de administração e a procuradoria do estado já foram acionadas pra encontrar uma solução pra este problema. “Entendo que o salário consolidado você não pode reduzir. Estamos fazendo um estudo e vamos pedir ao governador para que ninguém tome prejuízos”, confirmou.

  •  

Deixe uma Resposta