• Postado por Tiago

Um caminhão ficou enroscado ontem de manhã nos arcos da decoração de Natal da rua Hercílio Luz, centro de Itajaí. O brutus bateu e derrubou um dos arcos que vão receber a iluminação natalina. O presidente da câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) disse que ficou surpreso porque tinha combinado que a altura dos arcos ia ser maior, mas a empresa de decoração disse que mais alto os badulaques iam ficar muito feios. Agora, a Codetran deve brecar a entrada dos brutus na Hercílio.

O diretor da Codetran, Zé Alvercino, disse que o proprietário do caminhão foi encontrado pelos guardinhas e se acertou com a empresa que tá montando a decoração ontem mesmo, apesar, segundo Zé, de a culpa não ter sido do motora. “Agora vamos ter que ver se vamos bloquear a passagem de caminhões enquanto a decoração estiver lá”, disse o abobrão.

O presidente da CDL nem tava sabendo do perrengue. José Dada ficou surpreso e disse que tinha combinado com o pessoal da Montesc – empresa responsável pela decoração – que os arcos teriam cerca de seis metros de altura, o que daria pros caminhões de carga das lojas passarem tranquilamente.

O próprio presidente ficou de cara quando o responsável da empresa disse que os arcos tavam com 4,5 metros de altura.“Apesar de achar que os caminhões grandes não devem entrar na Hercílio neste período, ficando a carga e descarga com caminhonetes e mercedinhas, eu fui pego de surpresa porque o combinado foi que a decoração ia ser mais alta”, falou Dada. Como a decoração não vai poder ser mudada agora, o presidente vai pedir mesmo o apoio da Codetran pra não deixar os brutus entrarem e destruírem tudo.

O responsável pela Montesc, Edson Teodoro, disse que acredita ter havido um engano porque já na reunião com CDL, prefa e todo o resto das entidades tinham avisado que os arcos iam ter 4,5 metros. “Com seis metros ia ficar horrível, é como o teto de uma casa: ninguém ia enxergar. Além disso, vão ser colocadas mensagens lá em cima, como as pessoas iam ler?”, disse.

Apesar de ter dito que já tinha adiantado a altura dos arcos na reunião, o empresário admitiu que não tinha alertado sobre a possibilidade dos caminhões não passarem. “Pedimos o apoio da Codetran que deve permitir só a entrada de caminhões mais baixos e caminhonetes. Os mais altos vão poder carregar e descarregar pela travessa da loja Milium (com acesso pela Gil Stein Ferreira), como era feito há uns dois anos”, explicou. Edson disse ainda que já bateu um papo com os comerciantes e que a galera tá aceitando bem a mudança.

  •  

Deixe uma Resposta