• Postado por Tiago

INTERNA-CINCO-ABRE----fachada-hospital-santa-ines-(5)

Direção do hosptial garante que tem cópia da papelada levada

O delegado de Balneário Camboriú, Arthur Nitz, começa amanhã a ouvir os depoimentos do pessoal que trampava no hospital Santa Inês na madrugada de 18 de novembro, quando foram furtadas duas pastas de dentro da sala do departamento jurídico.

O dotô já deu um bizu nas imagens das câmeras de segurança, que mostram dois caras catando a papelada. Arthur tenta agora descobrir se as pessoas que invadiram o escritório são funcionários do hospital ou não.

O delegado vai ouvir os funcionários de diversos setores do Santa Inês, que tavam de plantão na madrugada que rolou o furto e passaram próximo à sala invadida. As imagens mostram que o crime foi cometido por duas pessoas que entraram pelos fundos. Os bandidos reviraram algumas gavetas e surrupiaram os documentos. Apesar de ver com nitidez quem são os invasores, o delegado não soube precisar se são funcionários ou não.

A linha de investigação da polícia aponta para o fato de que os invasores teriam contado com o apoio de um chaveiro. Chegou a ser levantada a hipótese de que um médico taria envolvido na treta.

O mandachuva do Santa Inês, Eroni Foresti, afirma que não analisou as imagens, por isso não sabe dizer quem invadiu a sala. Mesmo assim, garante que não foi um médico.

Quanto à possibilidade de um chaveiro ter aberto a porta, o dotô ficou em cima do muro. ?Acho que quem abriu a porta é especialista, mas não posso afirmar que foi um chaveiro?, disse Eroni, lembrando que o gato é entendido no assunto, porque a porta não tem qualquer sinal de arrombamento.

Papelada sumiu

A sala do Santa Inês foi invadida na madrugada de 18 de novembro, um dia depois dos vereadores anunciarem que iam abrir uma comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) pra bizolhar as contas do hospital nos últimos anos. De dentro das pastas foram furtados documentos de contrato com empresas, médicos, clínicas e do pronto-socorro. Tinha também a papelada da contabilidade e informações do pagamento dos funcionários. A administração do hospital já informou que tem cópia dos papéis.

  •  

Deixe uma Resposta