• Postado por Tiago

Cidade já tá abarrotada de carangas

O aglomero de carangas em Balneário Camboriú durante o festerê do réveillon deve ser 50% maior do que no ano passado. Segundo o gestor do fundo Municipal de Trânsito, Jaime Mantelli, o fluxo de veículos será maior porque muita gente veio mais cedo pra cidade pra curtir o verão. Logo depois do Natal, turistas de Sampa, Paraná e os hermanos chegaram na Maravilha do Atlântico e tem deixado uma naba a passagem pelas principais avenidas.

Congestionamentos são registrados desde o dia 26 de dezembro e pioram a cada dia. ?Não estávamos esperando um fluxo acima do normal agora. Esperávamos para o réveillon?, admite Mantelli. Balneário tem cerca de 55 mil carangas registradas e a previsão é que, nos últimos dias do ano, mais de 300 mil circulem ? ou fiquem engarrafadas ? pela cidade.

O atravanco pegou de surpresa principalmente os moradores e trabalhadores da city que dependem do trânsito pra ir e voltar do trampo. Na manhã de ontem, Marco Antônio Leite, 57 anos, levou quase uma hora pra atravessar a avenida do Estado, do viaduto da BR-101 até pertinho da entrada da avenida Central, um percurso que ele faz em 15 minutos. ?O pior é que não anda. Se andasse devagar seria melhor, mas nem isso acontece?, lamentou.

Pra minimizar a situação, a galera da prefa botou sebo nas canelas e pretende inaugurar hoje a primeira parte do binário, que vai da rua Marrocos até a avenida do Estado, perto do corpo de Bombeiros. A avenida vai ajudar a desafogar o trânsito na avenida do Estado, principalmente pra quem segue na direção da BR-101, e deveria ter sido aberta no dia 18 de dezembro, antes da muvucada chegar por aqui, mas a galera da Via Pav, empreiteira responsável pela obra, não deu conta de terminar o serviço e colocou a culpa na chuva.

Além disso, Mantelli aguarda uma resposta da concessionária da BR-101, a Autopista Litoral Sul, pra delimitar novas vias de entrada da city. Tem planos de liberar o acesso no trevo ao lado da ponte do rio Camboriú e no viaduto da rua 2500, que é uma continuidade da Quarta avenida. ?O trânsito doméstico passaria lá em razão da praticidade, mas só podemos fazer as intervenções se formos autorizados pela Autopista?, explica. A concessionária ainda analisa a proposta e não tem data pra dar a resposta.

  •  

Deixe uma Resposta