• Postado por Tiago

INTERNA_13_abre_---desmatamento-no-estaleirinho--foto--brigitte-bardot-(36)

Um corredor de 30 metros foi aberto em plena mata

Leitor procurou o DIARINHO pra meter a boca no que acredita ser uma baita sacanagem com o meio ambiente. Pro sujeito, tem rolado desmatamento no alto do morro do Estaleirinho, em Balneário Camboriú, perto da divisa com Itapema. O terreno ao lado da boate Dreams Beach Club, onde estaria rolando o crime ambiental, seria de propriedade do empresário Paulo Caseca.

O morro fica atrás do antigo Aqua-play, um parque aquático desativado há alguns anos. A preocupação do leitor é que, além de parte da vegetação nativa ter sido retirada, há vários piquetes de demarcação que podem indicar que o local será loteado. Pra piorar, o morro estaria sendo nivelado e asfaltado. O responsável pelo empreendimento sacana seria o empresário Paulo Caseca, que teria sijuntado a outros donos de boates da city pra construir uma nova casa noturna.

O DIARINHO foi ontem ao local indicado e confirmou as denúncias do leitor. Parte da estrada aberta no morro está calçada com paralelepípedos e cimento. O desmatamento aconteceu ao lado da boate Dreams. Um corredor de aproximadamente 30 metros de extensão por dois de largura foi aberto em meio à mata nativa. Além do corte, há uma parte também queimada. Como havia indicado o leitor, pequenas estacas de madeiras fincadas no chão aparentam a demarcação de lotes.

Não há no local qualquer placa que indique autorização dos órgãos ambientais para o corte de vegetação nativa.

Pode ser um muro

André Ritzmann, secretário de Meio Ambiente de Balneário, ficou de cabelo em pé ontem pela manhã quando ouviu do DIARINHO a denúncia do suposto crime ambiental. Afirmou que desconhecia o desmatamento e que iria mandar um fiscal pra dar um bizu na área indicada ainda nesta semana. O secretário disse ainda que se a infração for confirmada, o dono do terreno pode levar no lombo uma multa entre R$ 100 e R$ 10 mil.

O abobrão da secretaria de Meio Ambiente cumpriu a promessa e ontem mesmo um fiscal foi até o morro. Pelos relatos do fiscal ao secretário, tudo indica que o corredor foi aberto para que um agrimensor pudesse fazer medições do terreno e que no local deve ser construída uma cerca. ?Mas o fiscal não encontrou ninguém lá para ser notificado?, disse Ritzman.

Como a área desmatada é muito pequena, não haverá autuação por crime ambiental. Ritzman não soube dizer quem é o proprietário do terrenão ao lado da boate Dreams.

O empresário Paulo Caseca não foi encontrado ontem pelo DIARINHO. Na empresa Casetex uma funcionária disse que Paulo não era mais o proprietário da firma, que agora pertenceria a um de seus irmãos. Ela disse que Paulo não tem mais empresas em seu nome e também não sabe o telefone do empresário.

  •  

Deixe uma Resposta