• Postado por Tiago

O Centro de Formação de Condutores Trevisan, que funcionava no centrão de Tijucas, teve as portas lacradas pra regulamentação pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran), quarta-feira. O local tava funcionando sem alvará desde 2008. Agora já são três autoescolas que tiveram as atividades suspensas na região entre Florianópolis e Itajaí, em menos de 15 dias. O Detran também investiga uma autoescola de Balneário Camboriú.

Os funcionários da autoescola de Tijucas tentaram melar a investigação do Detran, mas não tiveram sorte. A corregedoria descobriu que o controle de aula prática do centro de formação de condutores era uma bagunça, além da empresa não ter o controle de aula teórica nem a documentação exigida pelo Detran.

A autoescola vai ficar sem funcionar até que os proprietários da empresa consigam regularizar a merdança. Mesmo assim, a Trevisan terá que passar por uma nova vistoria do órgão. Enquanto não for regularizada, a autoescola fica impedida de oferecer aula e de matricular novos alunos. Nesse período, vai ficar de portas abertas pra entregar os documentos pros alunos que tavam fazendo aulas lá e decidirem partir pra outro local.

Os proprietários da Trevisan têm cinco dias pra justificar porque tavam funcionando sem alvará. Max Vieira, diretor do Detran catarina, garantiu que o centro só será reaberto quando estiver regularizado. A treta na documentação vai gerar um processo administrativo contra a autoescola, o que pode levar ao cancelamento do registro. “Ainda estamos investigando outros aspectos que não podemos mencionar”, destacou.

Em Balneário Camboriú, uma autoescola que não teve o nome revelado, também tem cinco dias pra regularizar a situação.

Itajaí

Duas autoescolas peixeiras foram fechadas esta semana, uma delas permanentemente. As muvucas rolaram na autoescola Matias e na Hapha, ambas no centro. Esta última já tinha processo rolando por falsificar documentos, inverter fases na emissão de CNH, demora no processo, certificados irregulares e uso inadequado do dinheiro que era destinado ao pagamento de taxas.

Já a Matias tá fechada para regularizar sua documentação. Depois disso, os responsáveis deverão acionar o Detran para nova vistoria. De acordo com Max Vieira, essas fiscalizações são comuns, mas acontecem na surdina por isso nem sempre o povão fica sabendo. Para uma autoescola ser investigada, o Detran leva em consideração denúncias da comunidade que podem ser feitas pelo site: www.detran.sc.gov.br.

  •  

Deixe uma Resposta