• 11 set 2009
  • Postado por Tiago

CONTRA-ABRE---Handebol---Univali-(13)

Peixeiras perdem por 15 gols de diferença pras cavalas da Metodista

Nem os gritos de apoio dos alunos da pré-escola da Univali, presentes na arquibancada do ginásio da universidade, foram suficientes pra empurrar as peixeiras rumo à primeira vitória da equipe na Liga Nacional de Handebol. Jogando contra as tricampeãs da Metodista, de São Bernardo do Campo/SP, o time da Aceu/Univali/Amaj não foi páreo pras paulistas e acabou derrotado por 31 a 16, na tarde de ontem.

No primeiro tempo, as peixeiras até que deram um sufoco pras enormes jogadoras adversárias, chegando a liderar o placar por 9 a 8. Depois disso, a Metodista se impôs e fechou a etapa inicial vencendo por 14 a 10. No segundo tempo, o que se viu foi praticamente um jogo-treino das paulistas, que tavam inteiras em quadra, se fechando bem na defesa e saindo com velocidade. Como tem um time inteiro no banco de reservas, a Metodista não cansou e chegou a abrir 23 a 11 no placar.

Já o técnico de Itajaí, Luiz Carlos Décimo, só tinha outra goleira no banco e quando ela entrou, também levou uma porrada de gols. ?Infelizmente, essa é a nossa estrutura?, lamenta o cara, que não pode contar com quatro jogadoras.

O comandante diz que, mesmo com a derrota por um placar elástico, tá orgulhoso das meninas. ?Jogamos de igual pra igual, em especial no primeiro tempo. Quem ver o placar não vai ver o que foi o jogo?.

A armadora-central da Metodista, Meg, da seleção brasileira, disse que o time paulista mandou mal no primeiro tempo, o que não foi empecilho pra vitória. ?No primeiro tempo demos uma desconcentrada, mas no segundo conseguimos colocar nosso jogo em quadra?. Ela também elogia as peixeiras. ?É um time novo, que tem um número reduzido de atletas, aí o ritmo cai. Mas elas têm dado surpresas no campeonato e prometem muito pro futuro?.

Fora da Liga

A principal jogadora de Itajaí tá fora do restante da Liga. A pivô Lais recebeu a notícia de que realmente tá com o pé esquerdo quebrado. De muletas, a jogadora deu apoio no jogo de ontem e lamentou a fratura. ?É horrível. Quando a gente tá fora sente agonia?, fala.

  •  

Deixe uma Resposta