• Postado por Tiago

Por pouco um adolescente de Camboriú não vira estatística dos homicídio da city. Na noite de segunda-feira, o dimenor de 17 anos levou um tirombaço enquanto comia mosca na rua Flamboyant, no bairro Conde Vila Verde, na cidade da pedra. O moleque foi socorrido, não corre risco de morte e até passou pros meganhas como aconteceu o lance.

Pelas informações repassadas por G. C. F, ele estava sentado na calçada, de papo pro ar, quando a dupla de pilantras passou montada numa moto CG escura. Os viados cruzaram a via encarando a vítima. Quando se afastaram alguns poucos metros, o fiadaputa que tava na garupa sacou um trabuco.

O traste mandou dois balaços na direção do menor. Por sorte, o atirador era mau de mira e só um dos pipocos acertou o gurizote. O tiro cravou no braço esquerdo do moleque. Ele foi socorrido pelo povão que tava por lá e levado as pressas pro hospital de Camboriú. G. foi medicado e não corre risco de morte.

A polícia militar ficou sabendo do crime minutos depois, quando a vítima já estava no hospital. Uma baratinha dos milicos deu um pulo na Unidade de saúde pra bater um papo com o baleado pra tentar identificar os vagabundos que cometeram a desgraceira. Apesar de consciente, o dimenor jura que não conhece os bandidos e não soube repassar a placa da moto da cabrita.

O gurizote ainda jura de dedinhos cruzados que não aprontou nada de errado pra fazer com que alguém quisesse mandá-lo ver capim nascer pela raiz. Já a polícia desconfia que G. tava devendo algo pra bandidagem, que resolveu acertar as contas no chumbo grosso. Uma outra viatura dos PMs deu uma banda pelo bairro, mas não encontrou nenhum suspeito.

  •  

Deixe uma Resposta