• Postado por Tiago

Um empresário peixeiro quase teve um treco ao ver estampado na edição de ontem do DIARINHO o preço do orçamento pro conserto da geladeira do Instituto Médico Legal (IML) de Itajaí. O valor apresentado pelo diretor do IML da Santa & Bela na reportagem é quase 1000% maior do que a proposta de orçamento enviada pela empresa de José Ricardo Pêra, a Dom Pepe Refrigeração, que fica nos Cordeiros.

Na quinta-feira, o diretor do IML/SC, Maurício Ortiga, disse que a geladeira não seria mais consertada porque era mais barato comprar uma nova do que tentar fazer a velharia voltar a funcionar. O abobrão explicou que o conserto custaria nada menos que R$ 44 mil, enquanto a compra de uma geladeira nova sairia uns R$ 50 mil.

O dono da Dom Pepe ficou louco da vida quando leu a informação. José Ricardo Pêra tem a cópia do orçamento com data de 20 de julho, com a proposta de consertar a bendita geladeira por R$ 4.650,50. “Liguei para o IML na semana passada e disseram que o meu orçamento tinha sido o mais alto de todos. Quando eu li o DIARINHO, levei um susto. Mandei dois orçamentos um de pouco mais de R$ 6 mil e este de R$ 4.650,50”, conta o empresário.

No IML ninguém se entende

O diretor Marcelo Ortiga não tava no IML de Floripa na tarde de ontem, mas o barnabé Alexandre da Silva disse que a peça que falta pra geladeira funcionar chega na segunda-feira e só aumentou a confusão. Sobre o orçamento da empresa peixeira, Alexandre diz que o valor da Dom Pepe não foi o menor. A Oceano, de São José, teria se oferecido pra consertar a geringonça por R$ 2.713,00.

José Ricardo:

“Liguei para o IML na semana passada e disseram que o meu orçamento tinha sido o mais alto de todos. Quando eu li o DIARINHO, levei um susto. Mandei dois orçamentos um de pouco mais de R$ 6 mil e este de R$ 4.650,50”

  •  

Deixe uma Resposta