• Postado por Tiago

INTERNA-9-abre

Eroni foi nomeado e desnomeado no mesmo dia

Em menos de 24 horas, o mandachuva do Santa Inês, dotô Eroni Foresti, foi nomeado presidente e depois rifado da comissão que vai decidir o modelo de gestão do novo hospital da Maravilha do Atlântico. Tudo porque o médico montou uma cooperativa, e tá doido pra meter a colher no Ruth Cardoso. ?É o mesmo que colocar o lobo pra tomar conta das ovelhas?, lascou o vereador tucano Dão Koeddermann, líder da oposição na casa do povo.

O bafafá começou na sessão da câmara de quinta-feira à noite, quando os edis souberam que o prefeito Edson Periquito (PMDB) tinha publicado o decreto com os nomes que vão compor a comissão, e descobriram que dotô Eroni era o primeiro da lista. A oposição ouriçou as penas e não poupou os ouvidos do prefeito.

?Não conheço esse senhor pessoalmente, e não sei da competência dele. Mas o hospital Santa Inês é uma coisa e o hospital municipal é outra?, lascou o vereador Fabrício de Oliveira. Seu coleguinha de partido, Dão, foi ainda mais longe. ?Achei que o prefeito só podia estar fazendo a gente de bobo?, carcou.

A confusão toda é porque além de ser o interventor nomeado pela prefa pra tomar conta do hospital Santa Inês, que já é um trampo e tanto, dotô Eroni tá montando uma cooperativa de médicos, que tá muito interessada em abocanhar o serviço no Ruth Cardoso. ?Temos interesse sim, em todas as instituições que abrirem na região?, assume. Eroni diz que a vontade não é de administrar o hospital, mas entrar como prestador de serviços médicos. ?A cooperativa nem pode administrar nada, porque só tem médicos?, afirma.

Diz-que-me-diz

Apesar de seu nome estar estampado no decreto pra quem quiser ver, na página da prefa da internet, Eroni garante que não sabia de nada. ?Não tô sabendo se fui chamado. Até foi comentado e eu demonstrei um certo interesse, porque quero que esse negócio ande, mas pra assumir essa responsabilidade eu teria que sair do Santa Inês?, lascou.

O secretário de saúde, José Roberto Spósito, também seguiu a linha do não sei de nada e negou que Eroni estivesse entre os nomes decretados pelo homem-pássaro. ?Não tem nada a ver uma coisa com a outra. São boatos?, soltou

Mas o blablablá é desmentido pela secretaria de administração. A assessoria de imprensa confirmou que o nome do médico realmente constava como presidente e teria sido retirado a pedido do próprio Eroni. ?Ele disse ao prefeito que não poderia assumir a comissão porque tem dedicação integral ao Santa Inês?, disse a assessora Eliane Romiu.

Ontem à tarde, Periquito fez um novo decreto que coloca o procurador da prefa, Alexandre Duwe, como presidente da comissão. Além dele, também vão participar das discussões o ex-gestor do fundo municipal de saúde, Eduardo Krewinkel, os vereadores tucanos Fabrício e Dão, seus coleguinhas José Hannibal (PP) e Marcos Kurtz (PMDB), e os barnabés da saúde Tatiana Stumm, Volnei Rocha e Adriano Guardini. A primeira reunião tá marcada pra próxima segunda-feira.

  •  

Deixe uma Resposta